Brasileiro '3 Efes' é lançado em cinema, DVD, TV e Web

Diretor gaúcho Carlos Gerbase define a jogada de estréia do longa como "democrática"

Alysson Oliveira, da Reuters,

07 de dezembro de 2006 | 14h42

O diretor gaúcho Carlos Gerbase (Sal de Prata) decidiu lançar seu novo longa, 3 Efes, nesta sexta-feira, 7, simultaneamente no cinema, televisão a cabo (Canal Brasil), Internet e DVD, procurando, assim, driblar o complicado esquema de distribuição de filmes de baixo orçamento no Brasil. Veja também:Trailer de '3 Efes'  O exemplo não é inédito. O cineasta norte-americano Steven Soderberg já havia aplicado uma fórmula parecida ao lançar Bubble, há dois anos. O brasileiro Domingos Oliveira também lançou ao mesmo tempo em cinema e TV seu filme mais recente, Carreiras, em junho passado. 3 Efes é um filme mais modesto de Gerbase, se comparado ao seu Sal de Prata, e, por isso mesmo, mais bem-sucedido. O longa concentra-se em alguns dias na vida de poucos personagens cujas maiores necessidades explicam o título - comida, sexo e "fasma", palavra que vem do grego e tem a ver com a vida em sociedade. A protagonista é Sissi (Cris Kessler), uma jovem universitária que trabalha no telemarketing para ajudar o pai viúvo e desempregado. Como nunca tem dinheiro, ela vive com fome. Uma amiga diz que está ganhando muito fazendo programas, e a moça começa a pensar nessa possibilidade para aumentar a renda. Sua tia Martina (Carla Cassapo), cozinheira de mão cheia, também anda desgostosa com a vida. O marido Rogério (Leonardo Machado) mal tem tempo para ela, pois está cheio de problemas na agência de publicidade onde trabalha. A mulher, que faz pratos elaborados, começa a convidar um catador de papel (Paulo Rodrigues) para dividir a refeição. Da mesa para a cama é só um passo. Rogério não sente muita fome, mas o sexo passa a ter um papel fundamental quando é obrigado a virar amante de sua chefe para garantir o emprego. 3 Efes não é bem um filme de tramas, mas de personagens, que se concentra nas pessoas e em suas jornadas em busca de suas três maiores necessidades. Aos poucos, suas vidas vão se cruzando até chegar a um clímax, que conta com a participação de Julio Andrade, protagonista de Cão Sem Dono, de Beto Brant. Feito com uma equipe pequena, 3 Efes foi filmado com uma câmera mini-DV, o que facilitou a gravação, reduzindo os custos de produção e exibição. Agora, é esperar para ver como repercute o lançamento simultâneo em várias mídias - ou como prefere o diretor, a "democratização" do filme.

Tudo o que sabemos sobre:
3 Efesestréiacinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.