Brasil participa de festival de cinema indígena em Nova York

A cultura, tradições e direitos dos povos indígenas do, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guatemala, México e Peru serão mostrados num festival de cinema e vídeo indígena, em Nova York, de 30 de novembro a 3 de dezembro. Uma das estréia do festival será "Meu Primeiro Contato", do Brasil. O filme lembra a primeira vez que o povo Ikpeng viu o homem branco, em 1965, com um impacto irreversível. Os produtores, Mari Correa e Kumaré Txicão, recorreram à memória da comunidade para contar a experiência. Outro filme brasileiro entre as 125 produções da mostra é "Iauaretê, Cachoeira das Onças", de Vincent Carelli. O documentário mostra como os líderes da comunidade indígena Tariano, no noroeste do Amazonas, revivem suas práticas sagradas anos depois da evangelização das missões cristãs. Organizado a cada dois anos pelo Centro de Cinema e Vídeo do Museu Nacional do Indígena Americano de Nova York, o evento também inclui produções das comunidades indígenas do Canadá, Estados Unidos, Havaí e Rapa Nui. Um dos destaques será a estréia de "Vencendo o Medo", uma obra de ficção de María Morales, da comunidade Aimara, na Bolívia O filme conta a história de uma mulher cuja família abandona o altiplano na busca de uma vida melhor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.