Fox Film
Fox Film

Brasil está representado no Oscar pela animação 'O Touro Ferdinando', de Carlos Saldanha

Produtor Rodrigo Teixeira também está na disputa com 'Me Chame Pelo Seu Nome'; 'A Forma da Água' teve 13 indicações, liderando entre os concorrentes

Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo

23 Janeiro 2018 | 12h36

Nem Steven Spielberg nem Martin McDonagh foram indicados para melhor diretor no Oscar 2018, mas seus filmes - The Post - A Guerra Secreta e Três Anúncios para Um Crime - estão entre os nove indicados para melhor filme. O longa A Forma da Água teve 13 indicações, liderando entre os concorrentes.

+ Indicados ao Oscar 2018 são anunciados; veja a lista de candidatos

O Brasil estará representado pela animação O Touro Ferdinando, dirigido por Carlos Saldanha, e Me Chame Pelo Seu Nome, que concorre na categoria melhor filme, que foi coproduzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira..

Guillermo Del Toro, com A Forma da Água, Greta Gerwig, por Lady Bird - A Hora de Voar, e Jordan Peele, Corra!, concorrem nas duas categorias. Christopher Nolan também concorre a melhor filme e diretor, e Dunkirk, como A Forma da Água, ganhou um monte de indicações nas categorias técnicas e artísticas - ambos concorrem a melhor fotografia, direção de arte e trilha. A Forma da Água lidera a disputa com 13 indicações.

De maneira geral, o que se pode dizer é que o Oscar 2018 está abrindo espaço para os novos talentos, como Peele e Greta. Del Toro não é exatamente um novato, mas como mexicano é um pouco outsider e uma bofetada no racismo declarado do presidente Donald Trump, que não cessa de falar mal dos vizinhos.

Dois afrodescendentes indicados para melhor ator - Daniel Kaluuya e Denzel Washington - dão conta de que os protestos recentes dosa negros contra a Academia também surtiram efeito. E Meryl Streep concorre de novo com The Post. Seria absurdo ficar de fora, por sua extraordinária interpretação no longa dirigido por Spielberg.

E, sim, Uma Mulher Fantástica concorre a melhor filme estrangeiro com o sueco The Square, o russo Loveless, o húngaro De Corpo e Alma e o libanês The Insult. É uma grande seleção na categoria, por mais polêmico que seja A Arte da Discórdia. O vencedor da Palma de Ouro perdeu o Globo de Ouro, mas volta com força, mas concorre com obras superiores.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.