Brasil é tema de festival de documentário no Canadá

Esta segunda-feira, 23, é dia do Brasil no maior festival de documentários da América do Norte, o Hot Doc, em Toronto, Canadá. O evento reúne até o dia 29 produtores, programadores e compradores para assistir aos 129 filmes que integram a seleção oficial e discutir e promover co-produções. O País ganha um painel exclusivo nesta segunda, o Brazilian Networking Event, em que participaram membros da ABPITV (Associação Brasileira de Produtores Independentes de Televisão) e do Programa Cinema do Brasil. Irão se apresentar o cineasta Toni Venturi (que vai falar de seu novo filme, a ser realizado em co-produção com o Canadá), a produtora Denise Gomes e o canadense Jacques Bensimon, o novo consultor internacional da ABPITV . "O Brasil tem criatividade, ótimas idéias, alta capacidade de produção. Só falta o setor se organizar mais", comenta Bensimon, que, como consultor da ABPITV, tem como metas fazer contatos com o mercado internacional e auxiliar a entidade a ampliar sua presença na cadeia produtiva do setor audiovisual mundial."Este é um evento muito importante para nós. Eu vou falar da linha experiência com o Citizen Dancer, a primeira co-produção Brasil-Canadá", conta Denise, que, com a Bossa Nova Filmes, também irá ao país com a missão de apresentar sua próxima parceria, o documentário Cresci na Mangueira, que vai contar a história de uma garota que cresceu na comunidade do morro carioca e vai ter a participação de uma garota canadense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.