Brasil é tema de documentários em festival francês

A realidade brasileira inspira vários dos 60 documentários que serão apresentados no XIII Festival Internacional de Grande Reportagem de Atualidade e de Documentário de Sociedade (Figra), informaram os organizadores.A mostra, que será realizada entre 22 e 26 de março em Le Touquet, na França, aposta em um tipo de cinema "essencial e insubstituível para uma televisão de qualidade que prima pela reflexão e a análise", segundo o comunicado dos organizadores.Um dos 24 documentários que será julgado por jornalistas e membros de organizações não-governamentais é Lula, La Gestion de L´espoir (Lula, a gestão da esperança), de Gonzalo Arijon, filme francês que analisa os dois primeiros anos ex-líder sindical na presidência do Brasil.A realidade brasileira também inspira Les Forcats de la Terre, um documentário de Géraud Marie sobre os trabalhadores sem-terra que será projetado na seção Visto de Outra Maneira.O filme espanhol Armes a Les Urnes (Armas tem as urnas), de Ramón Valles e Santiago Torres e produzido pela Televisión de Catalunya, apresenta em 44 minutos as conseqüências da circulação de armas para a população brasileira, sobretudo entre os jovens, e tentativas do Governo para controlá-la.Por outro lado, o Figra exibirá um documentário francês de Nicolas Glimois sobre os últimos dias de um ídolo brasileiro, o piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna.Além das projeções audiovisuais, o festival oferecerá a 20 fotojornalistas a oportunidade de refletir sua visão do planeta na exposição fotográfica Testemunhas do Mundo.Os visitantes poderão debater com os jornalistas e cineastas presentes na mostra sobre o tratamento das informações humanitárias pelos meios de comunicação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.