Brasil conquista cinco prêmios em Portugal

Cinema, Aspirinas e Urubus já acumula 31 prêmios em festivais nacionais e internacionais, após sair como o grande vencedor da segunda edição do Festival de Cinema dos Países de Língua Portuguesa, o CinePort, encerrado ontem na cidade de Lagos, a sul de Portugal. O longa do pernambucano Marcelo Gomes recebeu cinco prêmios no sábado: roteiro (Marcelo Gomes, Paulo Caldas e Karim Ainouz), direção de arte (Marcos Pedroso), produtor (João Vieira), ator (João Miguel) e de melhor filme.O Brasil teve participação marcante no festival. Cidade Baixa, outro longa com boa carreira internacional, levou o prêmio de ator coadjuvante, para José Dumont. O filme de Sérgio Machado está em mais de 20 mercados internacionais, na Europa, Ásia e, nos EUA estreará em cerca de 30 cidades. Dira Paes foi premiada como atriz por 2 Filhos de Francisco, de Breno Silveira.O Brasil levou ainda os prêmios de animação em digital (Historietas Assombradas para Crianças Malcriadas, Victor Hugo Borges), documentário em digital (Fala Mulher, Kika Nicolela e Graciela Rodriguez), produtor para documentário (Isabel Martinez por Soy Cuba, o Mamute Siberiano), documentário (Soy Cuba), diretor de documentário (Miguel Faria Jr., por Vinícius), figurino (Vida de Menina) e filme infantil (Didi, O Caçador de Tesouros). A atriz Maria Ceiça foi homenageada pelo júri por sua atuação em As Filhas do Vento.Além das mostras competitivas, a charmosa cidade de Lagos promoveu debates com representantes do cinema e da cultura dos países de língua portuguesa, sobre a necessidade de fomento e circulação da produção entre os nossos povos. Ao fim da cerimônia de premiação, o cineasta angolano Zezé Gamboa leu declaração dos cineastas africanos, que vêem o cinema como instrumento de busca da identidade dos seus países, ainda fragilizados institucionalmente. "Com tudo o que está acontecendo no mundo da lusofonia, nós, que temos menos oportunidades de trabalhar, gostaríamos que a nossa produção fosse tão intensa quanto a de Portugal e do Brasil", disse ele. A repórter viajou a convite do festival

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.