Brando faria ele mesmo em novo filme

Uma semana antes de sua morte, Marlon Brando, envelhecido e doente, estava trabalhando, alterando o roteiro de um novo filme, Brando e Brando, em que interpretaria ele mesmo e cujas filmagens começariam este mês. O diretor e o produtor do filme disseram hoje que ele estava entusiasmado com o projeto. Apesar da morte do ator, o filme será feito, disse o diretor Ridha Behi, que escreveu o roteiro e se encontrava com freqüência com Brando em Los Angeles. ?Estou tão triste e quase paralisado?, disse Behi por telefone. ?Chocado. Mas vou, apesar disso, fazer o filme em homenagem a ele?.Brando morreu ontem em um hospital de Los Angeles, aos 80 anos, disse hoje seu advogado, David J. Seeley, que não revelou a causa da morte, citando a preocupação de Brando com a privacidade. Behi disse que Brando sofria de problemas cardíacos. ?Trabalhei com ele durante três semanas em Los Angeles no roteiro e fazendo mudanças no cenário?, disse o diretor. Phil Symes, um dos produtores do filme, disse que esteve com Brando na quinta-feira da semana passada. ?Ele não estava bem, mas parecia com um ótimo espírito?, disse. O filme de US$ 5,5 milhões, com a mensagem de mostrar o fraco contra o forte, se encaixaria perfeitamente no perfil do rebelde Brando, que passou a maior parte de sua vida apoiando causas dos oprimidos. Brando e Brando conta a história de um jovem tunisiano que viaja para os Estados Unidos em busca do sonho americano, personificado por Brando. Mas o sonho logo vira desilusão quando ele enfrenta as diferenças entre o Ocidente e o resto do mundo. O filme seria filmado entre julho e agosto em Los Angeles e na Tunísia, disse Behi, que é franco-tunisiano. Apesar do contato que manteve com o ator, Behi afirma que nunca chegou a conhecer o homem Brando. ?Ele continua sendo um mistério. Ninguém vai substituí-lo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.