'Boyhood', Michael Keaton e Julianne Moore vencem o Critics' Choice Awards nos EUA

'Boyhood', Michael Keaton e Julianne Moore vencem o Critics' Choice Awards nos EUA

Longa também recebeu seis indicações ao Oscar deste ano

REUTERS

16 Janeiro 2015 | 11h00

O filme Boyhood – Da Infância à Juventude e os atores Michael Keaton e Julianne Moore foram contemplados na 20ª edição do Critics Choice Awards, o prêmio anual da crítica de cinema dos Estados Unidos, na quinta-feira, ao vencerem nas categorias de melhor filme e diretor, ator e atriz.

Boyhood, que também na quinta recebeu seis indicações ao Oscar, incluindo para melhor filme, foi eleito o melhor filme do ano pelos mais de 250 membros da associação de críticos de cinema, a maior entidade desses profissionais nos Estados Unidos e Canadá.

Os críticos premiaram Boyhood, do diretor Richard Linklater, que em um projeto praticamente sem precedentes fez o filme durante mais de 12 anos com os mesmos atores, e também concederam a Patricia Arquette, que faz o papel de mãe, o prêmio de melhor atriz coadjuvante.

Os críticos premiaram duas vezes Michael Keaton por sua aclamada performance em Birdman, no qual ele interpreta um decadente ator de filmes de ação tentando retomar a carreira pela Broadway. Ele ganhou nas categorias de melhor ator de comédia e de melhor ator. O filme também ganhou o prêmio de melhor conjunto, perfazendo um total de sete estatuetas.

Keaton já ganhou muitos prêmios, incluindo o Globo de Ouro, e é considerado um dos favoritos na categoria de melhor ator do Oscar, principal cerimônia de premiação de Hollywood, marcada para 22 de fevereiro.

Julianne, outra indicada ao Oscar e também favorita, ganhou como melhor atriz por Para Sempre Alice, no qual interpreta uma professora com os primeiros sinais da doença de Alzheimer.

O Grande Hotel Budapeste foi considerado o melhor filme de comédia e também venceu em direção de arte e figurino, enquanto o prêmio de melhor atriz de comédia foi para Jenny Slate, em Obvious Child.

J.K. Simmons, indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante, ganhou o prêmio da crítica por sua atuação como um rígido professor de música em Whiplash – Em Busca da Perfeição, enquanto Ellar Coltrane foi eleito o melhor jovem ator por Boyhood

"Um ano atrás, eu realmente achava que ninguém ia se importar com este filme", disse. O prêmio de melhor filme de ação foi para o sucesso de bilheteria "Guardiães da Galáxia", enquanto Bradley Cooper ganhou como melhor ator em filme de ação em "Sniper Americano". Emily Blunt conquistou a estatueta de melhor atriz em um filme de ação por "No Limite do Amanhã”.

O prêmio de melhor filme de animação foi para Uma Aventura Lego, esnobado nas indicações ao Oscar. Na categoria de roteiro os premiados foram Garota Exemplar e Birdman e na de melhor filme de língua estrangeira, Force Majeure. Os atores Kevin Costner, Jessica Chastain  e o diretor Ron Howard receberam prêmios honorários.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.