Bollywood lança filme em 'homenagem' a George W. Bush

'O presidente está vindo' conta a história de indianos que disputam uma chance de apertar a mão do americano

Tony Tharakan, Reuters

09 de janeiro de 2007 | 16h34

Quase duas semanas antes de George W. Bush deixar a Casa Branca, Bollywood já tem seu presente de despedida: um filme que zomba do presidente prestes a sair. "The President is Coming" (O presidente está vindo), passado em Mumbai durante uma viagem de Bush à Índia em 2006, conta a história ficcional de seis indianos disputando uma chance de apertar as mãos do chefe de Estado em visita pelo país. Veja também: Trailer de 'The President is Coming' no MySpaceBush é um tema recorrente no filme, assim como os "bushismos", os escorregões verbais de seus discursos, que ganharam fama durante os seus oito anos na Presidência. "Bush é mais um tipo de metáfora para as coisas que a América representa, boas ou más, mas ele também é usado um pouco como saco de pancadas porque é um alvo fácil", disse o diretor do filme Kunaal Roy Kapur, de 29 anos. Filmado em tom de arremedo de documentário, o filme falado em inglês descreve uma série de testes ridículos conduzidos em uma sala do consulado dos EUA para escolher o jovem indiano bom o suficiente para conhecer Bush. Adaptação de uma peça homônima, o filme estréia nos cinemas indianos na sexta-feira, alguns dias antes de Barack Obama assumir o poder como o primeiro presidente negro dos EUA. "É certamente um agradável presente de despedida para Bush", disse Kapur. QUEM INTERPRETA BUSH? Não se sabe ainda se um ator representa o papel do presidente no filme, embora o diretor tenha afirmado que tratou o problema de diferentes maneiras, incluindo usando imagens de vídeo de Bush. Os anúncios de televisão para o filme mostram uma pessoa usando uma máscara de borracha com o rosto de Bush e um terno percorrendo diversos marcos de Mumbai. Kapur disse que o filme, que custou cerca de 618 mil dólares, teria perdido muito de seu charme caso Bush não fosse o presidente dos EUA. "A premissa não teria sido tão divertida se qualquer outro presidente estivesse na área", afirmou o diretor estreante. "A graça toda disso é que é o presidente Bush."

Tudo o que sabemos sobre:
filmecinemaBollywoodGeorge W. Bus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.