Bollywood adapta romance de Jane Austen

Uma família de classe média. Quatro filhas prontas para casar. Tensão entre amor romântico e dever social. Estes são bons elementos para um épico de Bollywood - a crescente indústria cinematográfica da Índia - além de serem a trama de Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice), romance de Jane Austen que faz um retrato agudo da sociedade inglesa na virada do século 19. Fãs de Jane Austen e de filmes indianos se juntaram hoje em Londres para a première do filme do diretor britânico Gurinder Chadha, Bride and Prejudice (trocadilho com o título do romance, que significa Noiva e Preconceito), que transpõe a comédia de costumes de Jane para a Índia contemporânea. Segundo Chadha, é a combinação perfeita.Bride and Prejudice, que estréia na Grã-Bretanha e na Índia sexta-feira, transforma a família Bennet, do romance de Austen, nos Bakshis de Amritsar. A mocinha da história, Lalita Bakshi, se envolve em um relacionamento com um rico proprietário de uma rede de hotéis, o senhor Darcy, enquanto é cortejada por outro rapaz. O filme segue o estilo de filmes de Bollywood, mesclando dança e música, com elenco formado por atores indianos, britânicos e americanos, além de usar diversos elementos de comédias românticas. Chadha disse que os roteiristas pediram que ele se afastasse ao máximo da trama do livro, mas ele afirmou "quis voltar ao livro sempre que pude".

Agencia Estado,

04 de outubro de 2004 | 20h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.