Bob Hope faz 100 anos e vira foco de homenagens

Uma série de homenagens pelo centenário do ator e comediante Bob Hope começou ontem, sem a sua presença. Hope, um inglês que foi para os Estados Unidos com a família ainda na infância e ganhou fama no cinema na década de 30, nasceu em 29 de maio de 1903. Ele foi homenageado com o título de Cidadão do Século de Holywood e com uma placa de bronze ao lado de uma de suas quatro estrelas na Caçada da Fama. No entanto, problemas de saúde o impediram de participar da cerimônia, à qual compareceu sua filha Linda Hope. Hope foi um dos nomes mais populares do entretenimento americano no século 20, seja por seus filmes, suas aparições na TV e trabalhos no rádio. Ele também ficou conhecido por dar apoio ao exército americano na 2.ª Guerra Mundial e nas guerras da Coréia e do Vietnã. Em todas elas, Hope foi ao front entreter as tropas do país. A lista de produções de cinema e TV em que Bob Hope tomou parte soma cerca de 80 títulos, entre as décadas de 30 e 80. Sua parceria com Bing Crosby foi muito profícua: juntos, os dois atores fizeram mais de 40 filmes e programas de TV. Alguns de seus títulos são Folia a Bordo, de 1938, O Valente Treme Treme, de 1948, O Rei da Confusão, de 1953, Solteiro no Paraíso, de 1961, e Como Cometer um Casamento, de 1969. Há dois anos, Bob Hope não faz mais aparições públicas. A homenagem feita ontem, na Calçada da Fama de Hollywood, coincidiu com o lançamento da caixa de DVDs Bob Hope 100th Birthday Tribute Collection, com 17 de seus filmes. Até o dia do seu aniversário, outras homenagens estão programadas em vários pontos dos Estados Unidos, incluindo uma recepção na Biblioteca do Congresso, em Washington. Além disso, ruas em várias cidades americanas deverão passar a se chamar Bob Hope.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.