BNDES libera verba para o cinema

O BNDES está abrindo no próximo dia primeiro o prazo para recebimento de propostas para apoio financeiro do Banco à realização de produções cinematográficas nacionais. O prazo vai até 31 de julho e vale tanto para a realização de documentários quanto para filmes de ficção. No ano passado o BNDES concedeu apoio no valor total de R$ 14,2 milhões para a realização de 45 filmes, entre eles A Estrela Solitária, Cartola, Cidade de Deus, Duas vezes com Helena, Gaijin II, O Vestido, Olga e Vestido de Noiva. O apoio do Banco se dá por meio da compra de Certificados de Investimento Audiovisual, de emissão autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), conforme prevêem os incentivos da Lei do Audiovisual. Para obter o direito de emissão, os projetos necessitam de aprovação prévia do Ministério da Cultura. O apoio do BNDES varia de acordo com o tipo de filme. Pode ir até R$ 120 mil para documentários de curta-metragem, de até 30 minutos. O limite máximo para documentários de média-metragem (de 31 a 60 minutos) é de R$ 200 mil. Nos filmes de mais de 60 minutos, de ficção ou documentários, o valor vai até R$ 500 mil ou 30% do total de certificados autorizados pela CVM - o que for menor. No caso de documentários seriados, o enquadramento nas categorias de curta, média ou longa-metragem levará em conta a duração total do filme. Os projetos serão selecionados por uma Comissão Especial, constituída de funcionários do Banco e de um representante do setor cinematográfico. Entre as principais informações que devem acompanhar as propostas devem estar os currículos do diretor e do produtor do filme; orçamento analítico; cronograma de produção e volume de recursos já captados para o projeto em outras fontes.A Comissão de Seleção fará a escolha dos projetos a serem apoiados após análise dos seguintes aspectos: temática da obra e sua abordagem; perfil dos profissionais envolvidos na produção; adequação dos custos da produção; compromisso com a veiculação da obra (existência de distribuidora cinematográfica ou emissora de TV interessadas no projeto); expectativa de sucesso do projeto; e compatibilidade com a imagem institucional do BNDES. As propostas, com toda a documentação exigida, devem ser endereçadas à Área de Comunicação e Cultura do BNDES, e entregues no Protocolo, na avenida Chile, 100, térreo, Rio de Janeiro. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (21) 2277-6733 e 2277-7278, ou pela página do Banco na Internet : http://www.bndes.gov.br

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.