Reprodução
Reprodução

Biblioteca do Congresso dos EUA libera arquivo de filmes

Cerca de 300 vídeos já estão disponíveis online, e novos conteúdos serão adicionados mensalmente ao website

Sara Aridi, The New York Times

25 Outubro 2018 | 11h10

A Biblioteca do Congresso dos EUA mostrou sua nova National Screening Room, uma coleção digitalizada de filmes históricos, cinejornais, peças de propaganda, documentários antigos e outros clipes, tudo com acesso grátis. Segundo a biblioteca, a maioria dos filmes já é de domínio público e está disponível para download. Outros, apenas para stream.   

O National Screening Room é uma espécie de cápsula do tempo. Os vídeos cobrem o período de 1890 a 1999, mostrando um amplo panorama da vida americana. Entre os destaques estão filmes domésticos feitospelos compositores George e Ira Gershwin; números do All-American News, um cinejornal voltado para o público negro de meados do século 20; uma seleção de filmes educativos sobre saúde mental dos anos1950.  

Os nova-iorquinos, especialmente, poderão apreciar um curto filme mudo rodado em 1905 mostrando o metrô avançando da 14th Sreet para a 42th Street, meses após a linha de ser inaugurada. E, antes de as rebeliões de Stonewall chocarem Manhattan, manifestantes em Filadélfia foram filmados durante o Reminder Day Picket, uma das primeiras manifestações do orgulho gay. 

O projeto destina-se a "enriquecer a educação e o aprendizado", disse Mike Mashon, curador da seção de cinematografia da biblioteca.

A biblioteca informa que esse é o maior arquivo de vídeos do mundo, reunindo mais de 1,6 milhão de itens. Cerca de 300 vídeos já estão disponíveis online, e novos conteúdos serão adicionados mensalmente ao website. / TRADUÇÃO DE ROBERTO MUNIZ

 

Mais conteúdo sobre:
bibliotecacinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.