BH abre mostra de filme etnográfico

Começa nesta sexta-feira em Belo Horizonte o 4º Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte. O evento, que acontece anualmente desde 1997, terá mais de 50 sessões de filmes e vídeos com entrada franca distribuídos em várias mostras, além de duas mesas de debate e lançamento de uma revista. As exibições de filmes acontecem no Cine Humberto Mauro, no Cine Nazaré, Auditório Sônia Viegas (Fafich/UFMG) e ao ar livre. A abertura será no Cine Humberto Mauro, às 19h, com entrada franca.Ao todo serão oito mostras. A Mostra Competitiva traz 16 filmes selecionados entre 80 produções de várias partes do Brasil e outros países. A Mostra Margaret Mead Film and Video Festival traz dois programas com seis filmes do consagrado festival norte-americano. Em outras mostras serão exibidos trabalhos de Thomaz Farkas, Jean Rouch-Dietrelen, Sílvio Tendler e Glauber Rocha.A etnomusicologia também terá seu espaço nos documentários que apresentam a música tradicional, e haverá também uma série dedicada aos realizadores contemporâneos, mostrando um pequeno panorama do documentário português atual, filmes da cineasta holandesa Heddy Honigmann, um filme do antropólogo e cineasta francês Philippe Lourdou e vídeos brasileiros, como Santa Cruz, do brasileiro João Moreira Salles.4º Festival do Filme Documentário e Etnográfico - Até 19 de novembro, no Cine Humberto Mauro (Av. Afonso Pena, 1537), no Cine Nazaré (R. Guajajaras, 37 - Centro) e Auditório Sônia Viegas (Campus da UFMG). Entrada franca. Mais informações pelos telefones 0 _ _ 31 3274 7426 e 3213 8084.

Agencia Estado,

09 de novembro de 2000 | 22h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.