Ben Stiller perde para 'Treinando o Papai' nas bilheterias

'Antes Só do que Mal Casado' decepciona o estúdio DreamWorks e analistas de Hollywood após sua fraca estréia

Dean Goodman, da Reuters

07 Outubro 2008 | 11h59

A nova comédia de Ben Stiller, Antes Só do que Mal Casado, decepcionou o estúdio DreamWorks e analistas de Hollywood após sua fraca estréia em segundo lugar nas bilheterias norte-americanas neste fim de semana.   O primeiro lugar continuou com Treinando o Papai, que conquistou mais U$16,3 milhões (R$ 32 milhões).   O filme com Stiller, uma refilmagem do longa de Neil Simon de 1972, arrecadou US$14 milhões (R$ 28 milhões) durante os seus primeiros três dias em cartaz, informou o estúdio. O orçamento da produção foi de cerca de US$ 60 milhões (R$ 120 milhões).   Stiller interpreta um infeliz recém-casado que percebe com atraso que sua esposa (Malin Akerman) é demente. Ele encontra o verdadeiro amor de sua vida (Michelle Monaghan) durante a lua-de-mel.   Analistas da indústria esperavam mais de US$ 20 milhões (RS 40 milhões) para o reencontro de Stiller com os irmãos Peter e Bobby Farrelly, diretores do sucesso de 1998 Quem vai ficar com Mary?.   Um porta-voz da DreamWorks disse que o estúdio estava "certamente muito desapontado" com a estréia, acrescentando que as críticas ruins prejudicaram o desempenho do filme.   Foi o pior desempenho neste ano da DreamWorks, que opera com um alto grau de autonomia em relação a sua controladora, a Paramount Pictures. O estúdio, pertencente à Viacom, comprou a DreamWorks em 2005 por US$ 1,6 bilhão (R$ 3,2 bilhões).   O presidente-executivo da Viacom, Philippe Dauman, disse a analistas de Wall Street em agosto que o filme fez com que ele "rolasse no chão de tanto dar risada". Já os críticos rolaram em agonia, classificando Antes Só do que Mal Casado como misógino e grosseiro.   Treinando o Papai, comédia da Walt Disney, traz o ex-lutador Dwayne 'The Rock' Johnson como um astro do futebol americano que tem de cuidar de uma filha que nunca ouviu falar. O longa já fez US$ 42,8 milhões (RS 85 milhões) após 10 dias em cartaz.   O triller sobre terrorismo O Reino, com Jamie Foxx, Jennifer Garner e Chris Cooper, caiu do segundo para o terceiro lugar. O filme já fez US$ 31,4 milhões (R$62,8 milhões) para a Universal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.