Vianney Le Caer/Invision/AP
Vianney Le Caer/Invision/AP

Ben Affleck diz que quer ser 'parte da solução' sobre casos de assédio em Hollywood

Depois de condenar as ações de Harvey Weinstein, o ator teve que defender sua própria conduta

AP

06 de novembro de 2017 | 09h26

LONDRES - Ben Affleck diz que a tempestade de acusações de abusos sexuais em Hollywood o levou a examinar o próprio comportamento.

Numa entrevista no domingo, 5, com a Associated Press, Affleck disse que está "olhando para o próprio comportamento, analisando e fazendo com que seja parte da solução".

+ Crimes sexuais na indústria do entretenimento: saiba mais

Depois de condenar as ações de Harvey Weinstein no mês passado, Affleck foi forçado a defender sua própria conduta. Ele se desculpou por apalpar a atriz Hilarie Burton numa entrevista em 2003 quando ela era apresentadora de um programa da MTV. Outro vídeo de 2004 mostrava Affleck forçando outra apresentadora, Anne-Marie Losique, a sentar-se no seu colo.

No domingo, Affleck disse que duas coisas precisam acontecer:  que "mais mulheres sejam colocadas em posições de poder" e que assédio sexual também precisa ser uma situação em que homens se posicionem contra comportamento inapropriado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.