Adrian Wyld/The Canadian Pressvia AP
Adrian Wyld/The Canadian Pressvia AP

Autoridades confirmam que morte de Margot Kidder foi suicídio

Na época da morte, em maio, a agente da atriz disse que ela havia morrido em paz durante o sono

AP

09 Agosto 2018 | 09h58

HELENA, Montana (EUA) — A morte da atriz Margot Kidder, de Superman, foi classificada como suicídio, e sua filha disse na quarta-feira, 8, que é um alívio finalmente revelar a verdade.

Kidder, que interpretou Lois Lane com o Superman de Christopher Reeve em seu papel mais famoso, foi encontrada por um amigo em sua casa em Montana em 13 de maio.

Na época, a agente da atriz disse que ela havia morrido em paz durante o sono.

Um comunicado divulgado nesta quarta-feira, 8, pela polícia de Park County, diz que a atriz de 69 anos "morreu depois de uma overdose autoinflingida de drogas e álcool".

Maggie McGuane, a filha de Kidder, disse que sabia que a mãe havia morrido por suicídio. "É importante ser aberta e honesta, então não há um pingo de vergonha em lidar com isso", disse.

A morte de Margot Kidder é uma entre os suicídios de pessoas famosas neste ano, como o chef Anthony Bourdain e a designer de moda Kate Spade.

Kidder lidou com problemas de saúde mental em boa parte de sua vida, que pioraram com um acidente de carro em 1990. Sua carreira de atriz continuou com os anos, e entre outros papeis na TV e no cinema, ela participou de Horror em Amityville, Willie & Phil e Maverick.

Mais conteúdo sobre:
Margot Kidder cinema suicídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.