Reprodução
Reprodução

Austríaco 'Respirar' é eleito melhor filme pelo júri na 35ª Mostra de São Paulo

Público escolheu 'Frango com Ameixas' e 'Desapego' como melhores longas internacionais de ficção

Marcio Claesen, estadão.com.br

04 Novembro 2011 | 11h50

A 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo se encerrou na quinta-feira 03 com os prêmios divididos. Júri, público e crítica escolheram filmes distintos como os melhores do evento. O austríaco Respirar, de Karl Markovics, foi eleito o melhor do ano pelo júri.

Composto pelos cineastas Atom Egoyam, Jorge Furtado e Mahamat Saleh Haroun, a atriz e roteirista Elisabeth Percival e o escritor Frédéric Boyer, o júri elegeu ainda Marathon Boy, de Gemma Atwal, como melhor documentário, Theodor Júliusson, por Vulcão, como melhor ator, e Alina Levshin, por Combat Girls, como melhor atriz.

O público escolheu Frango com Ameixas, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud, e Desapego, de Tony Kaye, como os melhores longas de ficção internacionais desta edição. O brasileiro eleito foi Teus Olhos Meus, de Caio Sóh.

A crítica preferiu Sábado Inocente, de Alexander Mindadze, e Era uma Vez na Anatólia, de Nuri Bilge Ceylan. De hoje até a próxima quinta-feira, 10, a 35ª Mostra ganha uma respescagem com alguns dos títulos que integraram a seleção.

Confira todos os premiados desta edição do evento:

Prêmios do Júri

Melhor Documentário: Marathon Boy, de Gemma Atwal

Melhor Ator: Theodor Júliusson, por Vulcão

Melhor Atriz: Alina Levshin, por Combat Girls

Melhor Filme: Respirar, Karl Markovics

Prêmios da Crítica

Prêmio Especial: Sábado Inocente, de Alexander Mindadze

Grande Prêmio: Era uma Vez na Anatólia, de Nuri Bilge Ceylan

 

Prêmios do Público

Melhor Documentário Brasileiro: Raul - O Início, o Fim e o Meio, de Walter Carvalho, e Vai-Vai: 80 Anos nas Ruas, de Fernando Capuano

Melhor Documentário Internacional: Batidas, Rimas & Vida: As Viagens de A Tribe Called Quest, de Michael Rapaport

Melhor Longa de Ficção Brasileiro: Teus Olhos Meus, de Caio Sóh

Melhor Longa de Ficção Internacional: Frango com Ameixas, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud, e Desapego, de Tony Kaye

Prêmio da Juventude: Uma Incrível Aventura, de Debs Gardner-Paterson

Prêmios Itamaraty

Aquisição Canal Brasil - Melhor Curta-Metragem: A Casa da Vó Neyde, de Caio Cavechini

Prêmio Itamaraty - Melhor curta-metragem R$ 15 mil: Cine Camelô, de Clarissa Knoll

Prêmio Itamaraty - Melhor Documentário Brasileiro R$ 30 mil: Raul - O Início, o Fim e o Meio, de Walter Carvalho

Prêmio Itamaraty - Melhor Longa de Ficção Brasileiro R$ 45 mil: Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, de Beto Brant e Renato Ciasca

Prêmio Itamaraty - Conjunto da Obra: Hector Babenco

Mais conteúdo sobre:
35ª Mostra de São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.