Atrizes do seriado original não participam do filme

O diretor McG já tinha desenhada na cabeça a cena do encontro entre o novo trio de As Panteras com as atrizes do original da TV. ?Drew Barrymore, Cameron Diaz e Lucy Liu, depois de lutarem contra um bando de trogloditas, entrariam dentro de um elevador e encontrariam Farrah Fawcett, Jaclyn Smyth e Kate Jackson. E aí começaria a tocar Garota de Ipanema na trilha sonora?, revela.Leonard Goldberg, que foi o produtor-executivo da série de TV ? e também assina a produção do filme ? até que tentou convencer o trio original de As Panteras a voltar para uma participação especial. ?Nós queríamos desesperadamente as três de volta, como uma forma de homenageá-las?, explica. ?Por isso, liguei primeiro para Jaclyn, que sempre foi a mais tranqüila?, continua. ?Mas ela disse que só aceitaria se fosse um consenso entre as três. A partir daquele telefonema já sabia que não ia rolar nada?, conclui.Segundo o produtor, o cachê não foi o problema que as levou a recusar o convite. ?Oferecemos um dinheiro inacreditável para duas horas de trabalho e ainda daríamos de presente as roupas que elas usassem em cena?, revela. ?O problema foi a idéia delas para a participação no filme?, prossegue. ?Kate queria um papel maior: o da vilã da história. Já Farrah, bem, essa sempre foi muito complicada!?A série As Panteras originariamente seria batizada de Angels in Chains (Anjos Acorrentados). ?Criei um piloto de série baseado numa reportagem verdadeira de que garotas espertas e atléticas estavam desaparecendo de uma específica penitenciária americana e mais tarde aparecendo como agentes secretas da polícia?, conta Goldberg. Para o produtor, apesar de As Panteras ter feito um grande sucesso na TV, foi uma série que não enfrentou muito bem a barreira do tempo. ?Alguns episódios ficaram bem datados?, diz ele. ?Mas abrimos caminho para Luc Besson criar Nikita e para a TV americana produzir séries como Buffy, a Caça-Vampiros e Xena.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.