Atores viram diretores e entram na Mostra do outro lado

Gael García Bernal vem apresentar pessoalmente 'Deficit', seu primeiro filme como diretor

07 Outubro 2018 | 17h18

Depois de fazer sucesso em frente às câmeras, alguns astros gostam de passar para o outro lado. A Mostra traz neste ano vários filmes dirigidos por atores. Alguns dos famosos são estreantes.   Especial da 31.ª Mostra   O mexicano Gael García Bernal vem apresentar pessoalmente Déficit. Musa do músico Serge Gainsbourg, a inglesa Jane Birkin (Je T'Aime Moi Non Plus) se lança como cineasta no drama Caixas. A canadense Sarah Polley (A Vida Secreta das Palavras) surpreendeu com o comovente Longe Dela, com Julie Christie. E até o canastrão Ben Affleck (Hollywoodland) vem recebendo muitos elogios por Medo da Verdade, adaptado de um romance de Dennis Lehane (Sobre Meninos e Lobos).     Já o argentino Ricardo Darín (O Filho da Noiva) arriscou-se na direção de O Sinal por uma fatalidade - a morte do diretor Eduardo Mignogna, que o havia escalado para o filme. Mas nem todos são novatos. Ethan Hawke (Antes do Pôr-do-Sol) está em seu segundo trabalho, Um Amor Jovem. O espanhol Antonio Banderas também, com O Caminhos dos Ingleses, rodado em sua cidade, Málaga. E há os que já mantêm carreira paralela há tempos, como Steve Buscemi (Cães de Aluguel), com Entrevista, e Sean Penn, com Into the Wild, ambos já com quatro filmes no currículo de diretor.

Mais conteúdo sobre:
31.ª Mostra de Cinema de SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.