Atores são presos por filmar com armas de brinquedo

A polícia do Zimbábue prendeu por um dia um grupo de atores que rodava um filme com pistolas de brinquedo, alegando estarem em posse de "armas ilegais". Segundo informou hoje o jornal sul-africano Beeld, os dezesseis atores que estavam rodando o filme Nothing to Wait For(Nada a esperar, em tradução livre) receberam a visita de dois policiais quando filmavam uma cena em uma igreja batista de Harare. Segundo as testemunhas, apesar de a equipe cinematográfica explicar que as armas não eram reais, os policiais levaram os atores a uma delegacia de polícia para serem interrogados, e ficaram ali durante um dia. O diretor do filme, Ryan Nush, confirmou o incidente e disse que os atores passaram a noite em uma cela da delegacia. Um deles assinalou que, quando a polícia percebeu seu erro, acusou a equipe de retratar negativamente o país e as forças de segurança, e confiscaram o roteiro. A cena que filmavam quando foram detidos descrevia as más condições nas prisões do Zimbábue.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.