REUTERS|Andrew Kelly
REUTERS|Andrew Kelly

Atores de 'Star Wars' fazem campanha para atender sonho de doente terminal

Diretor J. J. Abrams já atendeu a um pedido semelhante em 2013 com o filme 'Star Trek: Além da Escuridão'

EFE

04 de novembro de 2015 | 11h06

Os atores Mark Hamill, John Boyega e Peter Mayhew mostraram seu apoio a uma iniciativa para que Daniel Fleetwood, um doente terminal de câncer, possa assistir a Star Wars: O Despertar da Força, novo filme da saga criada por George Lucas, antes que ele chegue aos cinemas.

Segundo informações divulgadas nesta terça-feira, 3, a campanha lançada nas redes sociais para pedir que os estúdios Walt Disney e o diretor do filme, J.J. Abrams, permitam que Fleetwood, um grande fã da franquia, veja o filme antes do dia 18 de dezembro, data de estreia do novo episódio nos cinemas americanos.

No Twitter, Hamill, Boyega e Mayhew mostraram seu apoio à campanha com a mensagem "#ForçaparaDaniel".

Fletwood, que mora no Texas, sofre um tipo de câncer que se espalhou para os pulmões. Os médicos diagnosticaram em setembro que ele têm apenas mais um ou dois meses de vida.

"Gosto muito de 'Star Wars'. A julgar como a doença progrediu nos últimos meses, não acredito que consiga vê-lo no cinema", disse o doente em entrevista a "KPRC", emissora local da rede "NBC".

O homem, de 32 anos, está sob cuidados em casa ao lado de sua esposa, Ashley, que tornou pública as intenções do marido através de sua página no Facebook.

"Tem esse desejo e esse amor, acho que é algo lindo. Só é um filme, mas é magia pra muitas pessoas", afirmou a esposa de Fletwood, que criou uma página de crowdfunding, com intenção de arrecadar dinheiro para custear o atendimento médico do marido.

Por enquanto, nem Disney nem Abrams se pronunciaram publicamente sobre o assunto.

O diretor, no entanto, já concedeu um desejo similar em 2013, quando Daniel Craft, outro homem com câncer terminal, pediu para assistir Star Trek: Além da Escuridão antes do lançamento. Abrams atendeu ao pedido, e Daniel morreu dias depois de ver o filme.

Mais conteúdo sobre:
Star WarsCinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.