Ator Hugh Grant ganha causa por difamação

O ator britânico Hugh Grant aceitou uma indenização de valor não divulgado por difamação envolvendo a publicação de relatos segundo os quais seu relacionamento com Jemima Khan teria sido destruído por seu flerte com uma executiva cinematográfica e por seu comportamento no casamento de sua ex-mulher Elizabeth Hurley.Grant desmentiu relatos publicados pelos jornais The Mail on Sunday e Daily Mail. A empresa responsável pelos dois jornais, Associated Newspapers, concordou em fazer um donativo a uma entidade beneficente de combate ao câncer, a título de indenização por danos, e vai pagar as custas judiciais do ator.Grant, 46 anos, conhecido principalmente por sua atuação na comédia romântica Quatro Casamentos e Um Funeral, anunciou sua separação de Khan, ex-esposa do jogador de críquete e político paquistanês Imran Khan, em fevereiro, e a separação foi "amigável."O ator foi detido e interrogado pela polícia esta semana depois de ser acusado por um fotógrafo de tê-lo atacado com um prato de feijão assado.De acordo com o advogado de Grant, Simon Smith, um artigo de jornal disse que Grant teria flertado com uma executiva da Warner Bros. em telefonemas noturnos.Em outro artigo, o The Daily Mail disse que Grant planejara fazer um discurso e atuar como pessoa que conduz as pessoas a seus lugares no casamento recente de Hurley, descrevendo suas ações como "um prego no caixão" do relacionamento do ator com Khan.Alguns dias depois foi publicado um artigo sobre Grant afirmando que ele se ressente da obrigação de divulgar seus filmes. "Todas essas alegações e declarações factuais são falsas", disse Smith."A publicação dessas várias alegações falsas em rápida sucessão causou constrangimento e mal-estar ao querelante e prejudicou sua reputação pessoal e profissional."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.