REUTERS/Alessandro Bianchi
REUTERS/Alessandro Bianchi

Ator francês Gérard Depardieu nega acusações de estupro

Advogado do ator pede que a investigação sobre o caso possa transcorrer longe dos olhos do público

Benoit Van Overstraeten, Reuters

24 de fevereiro de 2021 | 14h05

PARIS - O ator francês Gérard Depardieu nega com firmeza as acusações de estupro e agressão sexual feitas contra ele, disse seu advogado nesta quarta-feira, após pedir que a investigação sobre o caso possa transcorrer longe dos olhos do público.

Depardieu, um dos atores mais famosos da França, foi submetido a uma investigação formal devido a acusações de estupro e agressão sexual apresentadas em dezembro, disse uma fonte judicial à Reuters na terça-feira.

"O senhor Depardieu foi indiciado em dezembro de 2020, uma informação que havia permanecido secreta desde então, de acordo com a lei francesa. Esta informação se tornou pública ontem, o que é lamentável", disse o advogado Hervé Temime em um comunicado enviado à Reuters.



"O senhor Depardieu tem e continua tendo a presunção de inocência. Ele refuta com firmeza as acusações feitas contra ele. A investigação deve continuar com calma, sigilo e respeito pela presunção de inocência do senhor Depardieu".

Depardieu, de 72 anos, estrelou cerca de 170 filmes, obtendo reconhecimento internacional como protagonista da comédia em inglês Green Card - Passaporte para o Amor e por Cyrano de Bergerac.

Em 2019, procuradores franceses disseram ter descartado uma investigação de alegações de estupro contra Depardieu citando a insuficiência de indícios.    

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.