Ator de "A Caminho de Kandahar" é acusado de assassinato

Um ator do festejado filme A Caminho deKandahar, de Mohsen Makhmalbaf, foi acusado por um promotor nos Estados Unidos de ter matado um dissidente iraniano em um subúrbio de Washington em 1980 e fugido em seguida para o Irã. É Hassan Tantai, que no filme interpreta um médico americano que vai ao Afeganistão para lutar ao lado dos afegãos contra a invasão soviética. Para o promotor Douglas Gansler, docondado de Montgomery, Tantai é na verdade Daoug Salahuddin, de 51anos, nascido David Belfield e que mudou de nome depois deconverter-se ao islamismo. "Estamos seguros de que se trata da mesma pessoa", garantiu. "É um terrorista, um fugitivo, um assassino confesso", disse. O filme A Caminho de Kandahar foi um dos destaques da última Mostra de Cinema de São Paulo, e ainda está em cartaz na cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.