Divulgação
Divulgação

Ator Alec Baldwin é expulso de voo por jogar game no celular

Americano foi repreendido por comissário de bordo

EFE,

07 de dezembro de 2011 | 16h04

LOS ANGELES - O ator Alec Baldwin disse nesta terça-feira pelo Twitter que foi expulso de um voo da companhia American Airlines por um comissário de bordo que o repreendeu por jogar no telefone celular enquanto esperava pela decolagem.

Segundo testemunhos de outros passageiros, o protagonista da série 30 Rock e um membro da tripulação tiveram uma discussão que terminou com Baldwin levantando de seu assento e fechando com violência a porta do banheiro, o que motivou o comandante do voo a pedir o seu desembarque.

Segundo o site TMZ, no momento da confusão o sinal luminoso para que os cintos fossem afivelados, processo prévio à decolagem, já estava aceso.

Baldwin recorreu à sua conta no Twitter para contar a sua versão dos fatos e criticar a American Airlines.

"Um comissário de bordo de voo da American me repreendeu por jogar Words with Friends enquanto estávamos sentados em frente à porta (de embarque), não em movimento", disse Baldwin, que depois passou a criticar a companhia aérea.

"Último voo com a American. Onde professores de ginástica aposentados de escolas católicas dos anos 1950 encontram trabalho como comissários de bordo", destacou o ator, que sinalizou apoio à companhia United Airlines, concorrente da American Airlines.

Fontes próximas ao ator asseguraram que Baldwin não bateu a porta do banheiro e que simplesmente havia se levantado para perguntar o nome do comissário de bordo que o repreendeu para posteriormente apresentar uma reclamação.

O avião partia de Los Angeles com destino a Nova York, e Baldwin obteve outra passagem para um voo posterior após ser escoltado pela Polícia para fora da aeronave.

Words with Friends é um jogo para telefones celulares similar ao popular Scrabble.

Tudo o que sabemos sobre:
Alec Baldwin30 RockWords with Friends

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.