Atentados obrigam Hollywood a rever filmes

A Sony anunciou hoje que irá mexer em duas produções cinematográficas que ainda não estrearam nos cinemas norte-americanos. Homem-Aranha e Homens de Preto 2 sofreram alterações pois os prédios do World Trade Center aparecem em cenas dos dois filmes.Homens de Preto 2, co-produção da Sony com Steven Spielberg, terá um outro final pois o World Trade Center aparece no clímax do filme. Fontes da indústria dizem que o final já foi gravado, mas a Sony nega. "Há uma cena filmada do pátio do World Trade Center e desde terça-feira estamos procurando alternativas", disse um porta-voz da Sony.As aventuras do homem-aranha soferão alterações com recursos de computação gráfica, pois o prédio não participa diretamente da trama do filme. O cartaz e o trailer da produção foram recolhidos ontem. No vídeo promocional um helicóptero fica preso na teia do herói presa entre as torres dos prédios que desabaram em Nova York. O site oficial do filme também foi retirado do ar.Também saiu do ar o site do filme Collateral Damage, em que Arnold Schwarzenegger faz o papel de um homem que quer fazer justiça com as próprias mãos após ver mulher e filha serem mortas num ataque terrorista a um prédio em Los Angeles. Se apenas a simples referência à existência dos prédios do World Trade Center nas telas de cinema pode ferir as emoções dos norte-americanos, filmes como o de Schwarzenegger e Big Trouble, onde um avião levanta vôos com uma bomba no bagageiro, são mais assintosos ao fazerem relação imediata com os ataques terroristas desta semana.A DreamWorks decidiu retrirar do ar a campanha publicitária do filme The Last Castle. Uma porta-voz do estúdio disse que a campanha será reformulada e que provavelmente irá apoiar-se nas estrelas do filme, James Gandolfini e Robert Redford. O filme têm estreía prevista para o próximo dia 12 de outubro.A Warner Bros. adiou a estréia do filme Training Day, um drama policial estrelado por Denzel Washington, para o próximo dia 5. A data prevista anteriormente era dia 21 de setembro, o presidente de distribuição do estúdio, Dan Fellman, disse que os eventos ocorridos nesta semana impossibilitam a promoção apropriada do filme nos próximos dias. "Não foi um problema com o conteúdo do filme mas sim uma indisponibilidade de mídia", disse Fellman. A Warners também adiou as pré-estréias do filme com Anthony Hopkins, Hearts in Atlantis, originalmente marcado para esta semana.O cineasta Woody Allen, nova-iorquino, decidiu manter a campanha de seu filme, The Curse of the Jade Scorpion, e viajou a Roma para promover a produção. A empresa distribuidora do filme na Itália anulou, no entanto, a festa de gala que marcaria a estréia do filme no circuito comercial da Itália, marcada para o próximo dia 21.

Agencia Estado,

13 de setembro de 2001 | 21h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.