Astro de Bollywood é julgado por envolvimento em atentado

O ator indiano Sanjay Dutt, uma das grandes estrelas de Bollywood, foi considerado hoje culpado por colaborar com os organizadores dos atentados de Mumbai, em 1993, que causaram a morte de 257 pessoas, informou a emissora de televisão local NDTV. Dutt, no entanto, não foi condenado por conspiração, o que, unido a outros atenuantes, permitirá que o ator pague uma fiança cujo valor ainda não foi revelado. O ator compareceu hoje perante um tribunal de Mumbai, como um dos 123 acusados de envolvimento nos atentados de 1993, que mataram 257 pessoas e feriram mais de 700. Os juízes consideraram que Dutt colaborou com os terroristas que colocaram as bombas nos trens de Mumbai ao guardar um fuzil AK-56 em sua casa, arma que foi destruída por ele depois, além de oferecer apoio logístico aos terroristas. Julgamento foi televisionado na íntegra Na televisão local, que acompanhou o julgamento na íntegra, o ator, protagonista de vários filmes de sucesso de Bollywood, aparecia com uma expressão séria, e com o tradicional ponto vermelho na metade da testa, o que significa que acabava de visitar um templo hindu. Dutt já superou várias crises pessoais ao longo de sua carreira, como o alcoolismo e dois divórcios conflituosos. O ator é protagonista de 60 filmes de Bollywood, dentre os quais um dos sucessos da temporada, Lage Raho Munnabhai, um longa-metragem sobre as doutrinas de Gandhi e o princípio de não-violência, que esteve cotado para ser indicado ao Oscar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.