Assessoria de Gushiken alega mal-entendido

O ministro da Secretaria de Comunicação Social e Ações Estratégicas do governo federal (Secom), Luiz Gushiken, chegou no início desta tarde ao prédio do Ministério da Educação, no centro do Rio, para reunião com o ministro da Cultura, Gilberto Gil, e artistas sobre a política cultural. A assessoria de imprensa de Gushiken disse que está ocorrendo um grande mal-entendido e que a Secom não faz política cultural. Segundo a Secom, o decreto 3.296, de 16 dedezembro de 1999, estabelece que as atividades de promoção institucional e mercadológicas - o que seria o caso de produçõesculturais com patrocínio das estatais -, passam pela Secom. A assessoria do ministro Gushiken considera que há outro mal-entendido em relação à política industrial que é realizada, segundo a Secom, pelo Ministério do Desenvolvimento. De acordo com a Secom, o ministro Gushiken está à frente de um Núcleo de Ações Estratégicas que fará a prospecção de setores capazes de gerar alto valor agregado, mas quem definirá as políticas para esses setores serão os ministérios de cada área. A assessoria da Secom observou que o NAE não é de política industrial e que o ministro do Desenvolvimento, Luiz FernandoFurlan, é integrante natural do grupo, que terá também, além da participação de representantes do governo, representação da área acadêmica e empresarial. O representante dos empresários será Eugênio Staub.

Agencia Estado,

06 de maio de 2003 | 13h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.