Às vésperas do Oscar, disputa de melhor ator e atriz esquenta

Britânicos Daniel Day-Lewis e Julie Christie eram os favoritos, mas, agora, clima é de incerteza em Hollywood

JILL SERJEANT, REUTERS

08 Fevereiro 2019 | 13h54

Os britânicos Daniel Day-Lewis e Julie Christie eram vistos durante várias semanas como apostas certas para ganhar os cobiçados Oscars de melhor ator e atriz deste ano, mas agora, faltando poucos dias para a cerimônia de gala do domingo, o clima é de incerteza. Hollywood gosta de provocar surpresas na noite mais importante do cinema mundial, e críticos acham que o popular George Clooney e a pouco conhecida francesa Marion Cotillard fariam bem em preparar seus discursos de vitória. Day-Lewis, de 50 anos, é um ator conhecido por preparar-se longamente para seus papéis e é muito admirado pelos eleitores da Academia. Ele já recebeu um Oscar por "Meu Pé Esquerdo", em 1989, e foi indicado duas outras vezes, por "Em Nome do Pai" e "Gangues de Nova York". Nesta temporada, ele já recebeu vários prêmios pelo papel de explorador petrolífero sádico e ganancioso do início do século 20 em "Sangue Negro". Mas as opiniões se dividem quanto ao filme em si, e os eleitores do Oscar preferem personagens inspiradores a vilões. "George Clooney nunca foi indicado como ator principal, e em 'Conduta de Risco' ele faz um herói que se regenera", observou o colunista Tom O'Neil, do www.TheEnvelope.com . Os outros indicados à estatueta de melhor ator são Johnny Depp ("Sweeney Todd, o Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet"), Tommy Lee Jones ("No Vale das Sombras") e Viggo Mortenson ("Senhores do Crime"). Julie Christie, de 66 anos, vem sendo universalmente aclamada pelo papel de doente de Alzheimer em "Longe Dela", que já lhe deu o Globo de Ouro de melhor atriz dramática. "É um bom filme que trata de um problema social relevante de modo realista, e as pessoas sempre dizem que faltam bons papéis para mulheres de uma certa idade", comentou Emanuel Levy, autor de "All About Oscar". Mas Marion Cotillard recebeu o prêmio britânico Bafta há poucos dias pelo papel de Edith Piaf em "Piaf -- Um Hino ao Amor", além do Globo de Ouro de melhor atriz de comédia ou musical. E os eleitores do Oscar costumam dar preferência às mulheres jovens. Nos últimos 15 anos, apenas duas atrizes com mais de 50 anos foram premiadas -- uma delas a vencedora do ano passado, Helen Mirren. Cotillard tem 32 anos. A novata Ellen Page, que faz uma teen grávida e irônica na comédia "Juno", pode surpreender, e Laura Linney ("The Savages") e Cate Blanchett ("Elizabeth -- A Era de Ouro") completam o rol das indicadas.

Mais conteúdo sobre:
FILME OSCAR ATOR ATRIZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.