"As Invasões Bárbaras" estréia em SP

Exibido na 27ª Mostra BR de Cinema, que terminou na noite da quinta-feira em São Paulo, As Invasões Bárbaras, do diretor canadense Denys Arcand, estréia em circuito comercial na cidade. Continuando a história dos principais personagens de O Declínio do Império Americano, que o próprio Arcand fez em 1987, As Invasões Bárbaras tenta revisar a geração de jovens que marcou os anos 60 com seu desejo de liberdade e ação política que culminou no ano de 1968, aquele que para alguns ainda não terminou. O professor de história Remy, protagonista de O Declínio do Império Americano, agora é um homem em fim de vida. Com câncer, Remy recebe um presente de seu filho, que, ao contrário de seu pai que forjou sua personalidade nas ruas na década de 60, é investidor no mercado financeiro inglês. Mesmo sem o caldo de cultura do pai, o filho de Remy reúne os amigos do pai para um último encontro.É quando esses amigos que se conhecem há tantos anos, e que tiveram juntos a enorme e intensa experiência histórica e humana dos anos 60, olham para trás. O filme tem despertado sentimentos controversos em pessoas que viveram a época. Para alguns, o filme levanta um sentimento de nostalgia, para outros, confirma certezas ou dúvidas. Mas o que não se pode negar é que As Invasões Bárbaras faz um balanço da geração 68 um tanto agridoce, mas com humor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.