As aventuras de Sinbad chegam em DVD

Quando os efeitos ainda eram artesanais e o computador ainda não havia se transformado na principal ferramenta de trabalho para um certo cinema de Hollywood, havia um mago chamado Ray Harryhausen. A ele se devem não apenas algumas das criaturas mais extraordinárias do cinema dito fantástico. Harryhausen foi um artista completo. Seus desenhos, influenciados por Gustave Doré, seus bronzes, vitrais e maquetes foram sempre considerados produtos de uma imaginação fértil e de uma sólida cultura clássica. O DVD ajuda a resgatar essa figura marcante da história dos efeitos especiais no cinema com o lançamento de As Novas Viagens de Sinbad.Não é o primeiro e nem será o último lançamento da Columbia Tristar Home Video com o célebre marinheiro das Mil e Uma Noites. Sinbad e a Princesa já foi lançado há algum tempo, mas ainda existem réplicas (já que não existem cópias em DVD) na Columbia, se por acaso você não encontrar em locadoras e lojas especializadas. No mês que vem chega Sinbad e o Olho do Tigre. Os três têm efeitos do grande Harryhausen e o primeiro inclui, entre os extras, um making of com a palavra do mestre.Pode ser simples coincidência, mas os três filmes estão sendo lançados por ordem de produção. Para se ter uma panorâmica da grande arte desse antigo colaborador de Willis O´Brien, o criador dos efeitos do cult King Kong (a primeira versão), fica faltando só Jasão e os Argonautas, uma das melhores aventuras mitológicas de todos os tempos, dirigida por Don Chaffey em 1963. Sinbad e a Princesa é de 1958 e tem direção de Nathan Juran, aparecendo Kerwin Mathews como o herói. Em As Novas Viagens de Sinbad, de 1974, direção de Gordon Hessler, ele é interpretado por John Philip Law. E em Sinbad e o Olho do Tigre, de Sam Wanamaker, de 1977, por Patrick Wayne.Sinbad e a Princesa é uma pequena jóia, um regalo para espectadores de todas as idades - mesmo que o seu estilo de narrativa possa ser considerado um tanto antiquado para o público da MTV. Os efeitos, de qualquer maneira, são admiráveis e a própria razão de ser do filme. Na história, Sinbad combate o mágico que transformou a princesa Kathryn Grant em miniatura. O filme, que tem música do hitchcockiano Bernard Herrmann, traz a célebre batalha do herói com o exército de esqueletos, considerada um dos pontos altos (senão o mais alto) da carreira de Harryhausen.As Novas Viagens de Sinbad não impressiona menos quando John Philip Law - o anjo intergalático de Barbarella, de Roger Vadim, com Jane Fonda - enfrenta a estátua de pedra ou quando as figuras entalhadas na proa do barco ganham vida. E o que dizer de Sinbad e o Olho do Tigre, do combate do cíclope com a estranha figura com corpo e garras de leão, bico e asas de pássaro? Ray Harryhausen criava essas figuras por meio de seu método chamado de Dynamation. As figuras eram concebidas artesanalmente, sem efeitos gráficos computadorizados. Os filmes continuam divertidos e fascinantes.As Novas Viagens de Sinbad (The Golden Voyage of Sinbad). Inglaterra, 1974. Direção de Gordon Hessler, com John Philip Law. Columbia. À venda por R$35 a R$45.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.