Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Artistas lamentam a morte de Arnaldo Jabor

O cineasta estava internado desde o dia 16 de dezembro, depois de um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico

Patrick Freitas, Especial para o Estadão

15 de fevereiro de 2022 | 11h33

Nas redes sociais, a morte do cineasta Arnaldo Jabor foi lamentada por amigos e fãs. A produtora de cinema Susana Villas Boas, ex-mulher de Arnardo Jabor e mãe de João Pedro, comentou que seu filho havia perdido o pai e o Brasil, "um grande brasileiro". Jabor estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o dia 16 de dezembro, depois de um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico.

Jabor nasceu em 1940 e alcançou o reconhecimento do público e da crítica no final dos anos 1960, com o documentário Opinião Pública (1967).  Ele também trabalhou como técnico de som, crítico teatral, roteirista e colunista de jornais e televisão. Confira algumas reações:

Luciano Huck

Kleber Mendonça Filho

Walcyr Carrasco

Fernanda Paes Leme

Bruno Gagliasso

Luiz Thunderbird

 

Tudo o que sabemos sobre:
Arnaldo Jaborcinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.