Argentino Solanas leva três prêmios paralelos

O cineasta argentino Fernando "Pino" Solanas recebeu hoje três dos primeiros prêmios paralelos do 62.º Festival de Veneza pelo filme La Dignidad de los Nadies, o Arcobaleno, o da Associação de Direitos Humanos e o doc.it de documentaristas italianos. O Arcobaleno Latino foi criado em 2002 pelo cineasta italiano Gillo Pontecorvo para promover e fomentar a presença das cinematografias latinas nos principais festivais do mundo. O prêmio foi atribuído também ao italiano La Bestia nel Cuore de Cristina Comencini. Segundo divulgado, o prêmio foi concedido "a um filme necessário e forte que testemunha com rigor intelectual e maestria cinematográfica a luta cotidiana de homens e mulheres que se transformaram em heróis involuntários prosseguindo o combate contra a impunidade e a degradação social e que revela a potencia vital de uma solidariedade contra a indiferença e o individualismo". Os documentaristas italianos disseram que o filme de Solanas, premiado com doc.it ao lado de East of paradise de Lech Kowalski, possui "uma sensibilidade poética e uma intensidade cívica ao contar um momento dramático da história argentina, universalizando a dor e a dignidade de um povo através de memoráveis testemunhos de pequenos heróis da luta cotidiana". "Todo prêmio é importante porque serve para promover o filme e ajuda na atenção do público", disse Solanas, "e no meu caso espero que ajude na estréia, prevista para o dia 15 de setembro em apenas seis cópias". O diretor lamenta a superposição de datas com El aura que saiu de sua data original quando mudou de festival de Veneza para San Sebastián o filme de Fabián Bielinsky. "Não é bom que estréiem dois filmes argentinos na mesma semana e isto só pode prejudicar. O meu filme estreará sem publicidade nem em jornais nem na televisão e por isso causa medo entre os exibidores que me negam suas melhores salas" esclareceu Solanas, que anuncia que antes de segunda-feira espera fechar um contrato com um distribuidor italiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.