Reprodução
Reprodução

Após superar crise, MGM comemora 90 anos de cinema

Estúdio é dono de filmes clássicos como James Bond, O Mágico de Oz, E o Vento Levou..., e Ben-Hur.

EFE

23 Janeiro 2014 | 21h04

O estúdio de cinema Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) lançou esta semana uma campanha que se desenrolará ao longo de 2014 para comemorar os 90 anos do aniversário de sua fundação, em abril de 1924.

Nesta data, a MGM surgiu das fusão da Metro Pictures e da Goldwyn Pictures. E comemora também a criação de uma empresa surgida depois de uma crise de gestão que obrigou o veterano estúdio do famoso leão a declarar falência em novembro de 2010.

Depois de pouco mais de um mês de negociações, os credores aceitaram trocar os cerca de US$ 5 bilhões de dívidas por ativos da MGM, o que permitiu que a companhia retomasse as produções em 2011, entre as quais estava a adaptação cinematográfica de O Hobbit. A saga, que ganhará status de trilogia, confirmou-se como um êxito para a MGM ao atrair mais de US$ 1 bilhão de dólares nos cinemas mundiais apenas com o primeiro filme. O segundo, que estreou em dezembro, somou US$ 800 milhões.

A MGM também é dona dos direitos da franquia de James Bond e possui um catálogo de mais de 4 mil filmes, entre os quais estão os clássicos O Mágico de Oz, E o Vento Levou..., e Ben-Hur. Desde sua criação, a MGM já recebeu mais de 175 prêmios da Academia de Hollywood, incluindo 14 Oscars de melhor filme.

 

 

“É uma grande honra presidir uma companhia com um legado tão incomparável. Queremos usar a comemoração para refletir sobre os feitos assombrosos da MGM na história do cinema”, afirmou Gary Barber, presidente da companhia. Ele assumiu as rendas da Metro durante o processo de reestruturação da empresa para superar a crise do fim de 2010.

Sob sua direação, ocorreu a estreia do James Bond Skyfall, que lucrou US$ 1 bilhão em bilheterias.

Agora a MGM cresce em um ritmo de 43%, segundo a variação interanual de ingressos referentes ao terceiro trimestre do ano passado, já se desfez de sua dívida e colocou em prática um plano para recuperar ações e, consequentemente, o controle sobre seus títulos.

Para dar início às comemorações de 90 anos, a MGM levou um leão ao teatro chinês de Hollywood, onde foi imortalizado em cimento a pauta do felino, um evento a que esteve presente o ator Sylvester Stallone, cuja saga Rocky é uma das mais valiosas da filmografia do estúdio.

Rocky é um dos títulos remasterizados em 4K (que possui quatro vezes mais definição que o HD), e que chegará ao mercado em Blu-Ray ao lado de Rain Man, Fargo e Robocop, entre outros.

Além disso, a MGM criou um livro comemorativo para cinéfilos e lançou um trailer comemorativo que você pode assistir nesta página.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.