Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
NETFLIX
NETFLIX

Após levar Oscar em 'Roma', México aposta em 'Ya No Estoy Aquí' para 2021

Filme de Fernando Frías de la Parra narra a vida de jovens apaixonados por dançar a cumbia colombiana

AP, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2020 | 10h31

O filme Ya No Estoy Aquí (Não Estou Mais Aqui) avança em passos de cumbia em direção ao Oscar. O longa de Fernando Frías, sobre um grupo de jovens da cidade de Monterrey cuja paixão é dançar cumbia colombiana, foi anunciado na segunda-feira, 16, como o representante mexicano candidato ao Oscar de melhor filme internacional.

O anúncio da Academia Mexicana de Artes e Ciências Cinematográficas foi feito em sua rede social. Em 2019, o filme Roma, de Alfonso Cuarón venceu o Oscar na categoria melhor filme estrangeiro.

Depois de conquistar os últimos prêmios Arial, do cinema mexicano, Ya No Estoy Aquí também foi escolhido como o melhor no Festival de Cinema de Morelia. 

Anteriormente, o México esteve representado na categoria oito vezes: Biutiful (2011), de Alejandro González Iñárritu, O Labirinto do Fauno (2007), de Guillermo del Toro, O Crime do Padre Amaro (2002), de Carlos Carrera, Amores Brutos (2000), de González Iñárritu, Actas de Marusia (1975), de Miguel Littin, Tlayucan (1962), de Luis Alcoriza, Ánimas Trujano (1961), de Ismael Rodríguez e Macario (1960), de Roberto Galvadón.

As indicações ao Oscar serão anunciadas no dia 15 de março de 2021. A cerimônia, adiada devido à pandemia, está previsto para 25 de abril.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.