Antonio Banderas quer ampliar carreira como diretor

O ator espanhol Antonio Banderas disse na terça-feira que sua segunda investida na direção de um filme, uma história sobre meninos ambientada em Málaga, onde o próprio Banderas nasceu, aguçou seu desejo de passar mais tempo dirigindo. Falando numa coletiva de imprensa no Festival de Cinema de Berlim após a exibição de seu filme, El Camino de los Ingleses (o título em inglês é Summer Rain), Banderas disse que em seu próximo projeto ele provavelmente também vai redigir o roteiro. Como ator, Banderas é conhecido pelo papel de Zorro e pela dublagem do personagem Gato de Botas em Shrek 2. Ele fez sua estréia como diretor em 1999 com Loucos do Alabama, estrelado por sua mulher, Melanie Griffith. El Camino de los Ingleses estreou na Espanha em novembro e descreve os amores e conflitos de um grupo de garotos adolescentes em Málaga, no sul da Espanha, no final dos anos 1970, quando eles fazem a transição às vezes dolorosa para a condição adulta. "Nesta fase de minha vida, me sinto muito mais eu mesmo quando estou dirigindo", disse Banderas, de 46 anos, aos jornalistas. "Não quero que se passem sete anos entre este meu último filme e o próximo," disse ele. "Acho que um prazo mais realista para mim seria de dois e meio a três anos." El Camino de los Ingleses é baseado no premiado romance homônimo de Antonio Soler, e Banderas disse que o filme é profundamente pessoal, inspirado por sua cidade natal, seu país de origem e seu passado. O filme não participa da competição principal em Berlim. O astro encarou o desafio de dirigir em parte porque estava cansado de atuar: "Não direi que renuncio a atuar em filmes. Quero continuar a representar", disse ele. "Mas os filmes em que atuei não me permitiram expressar tudo o que tenho dentro de mim." Carreira Usando camiseta branca e com seus longos cabelos negros amarrados num rabo de cavalo, Banderas explicou que aprendeu muito com vários dos diretores com os quais trabalhou. "Não procurei seguir nenhum diretor em particular", disse ele, acrescentando que observou atentamente como Brian de Palma o dirigiu em Femme Fatale, de 2002. "Obviamente, há muita coisa a aprender com os muitos diretores com os quais já trabalhei ao longo dos anos, e eu já fiz 75 filmes, então tenho muitas pessoas das quais aprender," disse ele. Sua muito bem-sucedida carreira de ator foi lançada sobretudo com os filmes do cineasta espanhol Pedro Almodóvar, nos anos 1980. Seu primeiro grande sucesso falado em inglês foi Filadélfia (1993), de Jonathan Demme, no qual Banderas representou o amante do personagem de Tom Hanks, um advogado aidético. Banderas disse que El Camino de los Ingleses faz parte de uma colaboração que ele iniciou com a produtora espanhola Green Moon, visando ajudar atores e cineastas jovens. "Em El Camino de los Ingleses, eu também fui produtor, e queremos seguir assim", disse ele. "Estamos convidando as pessoas a nos enviar o que escrevem, curtas-metragens que já fizeram, qualquer coisa relacionada ao cinema que já tenham feito, para lhes oferecer a oportunidade de trabalhar e contar suas histórias", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.