Anna Maria Kieffer assina trilha sonora de 'O Retorno'

Ela elege a água como trilha de filme sobre a seca e une música do nordeste com recursos eletroacústicos

João Luiz Sampaio do Estado de S. Paulo,

08 Agosto 2028 | 17h51

A meio-soprano Anna Maria Kieffer tem trajetória ímpar no cenário musical brasileiro. Um olhar sobre sua carreira a coloca em espectros completamente distantes, da estréia, nos anos 80, de uma nova ópera performance de Jocy de Oliveira ao resgate das canções de um compositor do século 19 como Alberto Nepomuceno. Não há, no entanto, nenhuma contradição ou paradoxo - o passeio pelas épocas, estilos e gêneros musicais, no final das contas, parece atender a uma sensibilidade musical especial e a um prazer pela pesquisa e a proposta de diálogo entre músicas e músicos de diversas gerações. Veja também:Ouça trecho do tema de 'O Retorno'  Trailer de 'O Retorno'   Nesse sentido, a trilha de O Retorno é ao mesmo tempo resumo e novo passo em sua trajetória de pesquisadora e intérprete. A partir de um ponto de partida bastante original, que elege a água como trilha para um filme sobre a seca, ela promove a união da música da tradição do nordeste com recursos eletroacústicos que os inserem na discussão musical de décadas recentes; reúne ainda intérpretes oriundos dos dois universos, o erudito e o popular, mostrando como a boa música não se faz a partir da exclusão mas, sim, das sempre possíveis intersecções entre linguagens e universos artísticos. Símbolo dessa proposta é, entre muitos outros, o tema de O Retorno, a partir de uma melodia tradicional, A Fonte do Salgueirinho, ou a ação de Vanderlei Lucentini, com técnicas eletroacústicas, no canto nordestino de Olha Essa Pança, Deixa! e O Pranto de Maria. Recriada no disco, essa música renasce, atribui e ganha novos significados. E, se não bastasse tudo isso, o resultado é lindo demais. Por que não pensar em um disco com a trilha?

Mais conteúdo sobre:
Anna Maria Kieffer'O Retorno'

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.