REUTERS/Neil Hall/File Photo
REUTERS/Neil Hall/File Photo

'Animais Fantásticos e Onde Habitam' é um grande hit nas bilheterias no mundo todo

Filme arrecadou mais de US$ 220 milhões no primeiro fim de semana em cartaz

Reuters

21 de novembro de 2016 | 15h19

LOS ANGELES (Variety.com) - Animais Fantásticos e Onde Habitam dominou as bilheterias norte-americanas no final de semana, arrecadando estrondosos US$ 75 milhões na estreia da nova franquia cinematográfica. O filme ainda levantou mais US$ 143 milhões ao redor do mundo, e ainda não estreou em todas as praças. 

A cifra confirma as grandes expectativas do estúdio Warner Brothers para a novidade e para sua decisão de financiar cinco filmes da série de fantasia. Animais Fantásticos é derivado da saga Harry Potter, mas em vez da escola de Hogwarts a ação transcorre na cidade de Nova York dos anos 1920 e traz um elenco totalmente novo de magos e criaturas míticas.

O estúdio gastou US$ 180 milhões no filme, com a contratação da criadora de Harry Potter, J.K. Rowling, para escrever o roteiro e a convocação do diretor David Yates, que também dirigiu várias das aventuras anteriores do bruxinho. Eddie Redmayne estrela como Newt Scamander, um redator de livros didáticos e colecionador dos animais do título.

"Isso é exatamente o que estávamos esperando", disse Jeff Goldstein, presidente de distribuição da Warner Bros. na América do Norte. "Jo Rowling contou brilhantemente uma história que inspirou seus seguidores a demonstrarem seu apoio com força".

Foi uma estreia mais modesta do que a de qualquer um dos filmes de Potter, mas a Warner argumentou que as comparações não são justas. Os primeiros filmes se basearam em livros best-sellers globais, enquanto Animais Fantásticos é em grande parte uma obra nova.

"Não é a mesma coisa", disse Goldstein. "São alhos e bugalhos."

As plateias podem ter acolhido a volta ao mundo de Potter, mas deram de ombros a vários lançamentos, como o drama de boxe Sangue pela Glória e o drama da Guerra do Iraque A Longa Caminhada de Billy Lynn.

Os dois lançamentos foram um fiasco, já que o primeiro rendeu US$ 2,4 milhões e o segundo meros US$ 930 mil depois de passar de 4 para 1.176 cinemas. A produção arrecadou US$ 1,1 milhão desde que estreou de forma limitada uma semana atrás, um resultado desastroso para um filme que se espera ser um forte concorrente ao Oscar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.