Anima Mundi começa hoje em SP

Doug Sweetland, animador americano da Pixar que trabalhou em Procurando Nemo; Koji Yamamura, animador japonês ganhador do Oscar de 2001 com o curta Monte Cabeça, e o britânico Phil Mulloy, conhecido como o "Ed Wood" da animação, são as estrelas da etapa paulistana do Anima Mundi, que começa hoje e vai até o dia 27, com programação espalhada em seis espaços de exibição na cidade. Eles representam a elite da animação mundial, apontando para tendências - como a animação digital em 3D - que ainda estão em fase de cultivo por aqui.Muito menos destacadas, as animações latino-americanas somam 118 participantes de 586 selecionados, incluindo o time brasileiro, com 112 títulos, o maior do certame pela quarta vez consecutiva. Nesse último número, estão computados também os 11 títulos que fazem parte da retrospectiva dedicada ao brasileiro Arnaldo Galvão. Um dos pontos altos da obra de Galvão é o curta de animação erótico Almas em Chamas, que narra o romance quentíssimo entre um bombeiro (Inácio Zatz) e uma dançarina (Marisa Orth). Feito por meio do processo tradicional, desenhado a mão, e só depois finalizado por computador, o filme teve uma passagem festejada pelos festivais de cinema brasileiros.11.º Anima MundiCentro Brasileiro Britânico. Rua Ferreira de Araújo, 741, Pinheiros, tel. 3038-6940 ? R$ 2,00; CCBB. Rua Álvares Penteado 112, Centro, tel. 3113-3651 ? R$ 4,00 (cinema) e R$ 2,00 (vídeo); Cineclube Directv. Rua Augusta, 2.530, Jardins, tel. 3085-7684 ? R$ 4,00; Espaço Unibanco. Rua Augusta, 1.475, Cerqueira Cesar, tel. 288-6780 ? R$ 4,00; Faap. Rua Alagoas, 903, Higienópolis, tel. 3662-7000 ? grátis com distribuição de senha antes das sessões; Sesc Vila Mariana. Rua Pelotas 141, Vila Mariana, tel. 5080-3000 ? R$ 4,00.Informações pelo 3038-6949 ou no site www.animamundi.com.brAlém da representação nacional, há os participantes latinos, que somam seis títulos, dos quais três chilenos, dois argentinos e um equatoriano. Dois desses filmes estão na mostra de longas-metragens, dividindo espaço com produções como o comentado filme francês As Trigêmeas de Belleville, de Sylvain Chomet. São eles o chileno Ogu y Mampato en Rapa Nui, de Alejandro Rojas, e o argentino Mercano, el Marciano, de Juan Antin.Encerrada no domingo, a etapa carioca do 11.º Anima Mundi premiou 17 animações, entre filmes e vídeos distribuídos entre cinco categorias, fora as premiações dos júris popular e profissional do Anima Web. Foram agraciados com os primeiros lugares o russo Bookashkis (melhor curta), de Mikhail Adashine Charles Swenson; o italiano Heterogêneo (melhor animação infantil), de Raimondo della Calce e Primo Dreossi; o croata Plasticat (melhor curta em vídeo), de Simon Bogojevic; Engolervilha (melhor filme brasileiro), de Marcelo Marão; Elevador dos Fundos (melhor vídeo brasileiro). No Anima Web, I.O.´S: O Boot (Brasil), da Primo Comunicação, ficou com o prêmio do júri popular, e Fans (Canadá), de Busby e Dorchester, ficou com o do júri profissional. Na etapa paulista, haverá nova premiação.

Agencia Estado,

23 de julho de 2003 | 11h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.