Angelina Jolie lamenta não poder gravar filme no Paquistão

A atriz Angelina Jolie lamentou que, por motivos de segurança, ela e seu marido, Brad Pitt, não poderão filmar no Paquistão o filme sobre o jornalista americano Daniel Pearl, seqüestrado e assassinado no país em 2002.Devido ao clima de insegurança, as autoridades paquistanesas recomendaram que o filme "A Mighty Heart", sobre Pearl, fosse gravado em um país diferente, por isso se escolheu o estado de Maharashtra, no oeste da Índia."Estou decepcionada porque não poderemos gravar no Paquistão, um país que amo e que visitei em três ocasiões", disse Jolie através de Trevor Neilson, assessor do casal.Jolie assegurou no comunicado que o filme "não se trata de terrorismo ou conflito, mas da história de como as pessoas de todas as confissões trabalham juntas para encontrar a verdade".Embora algumas cenas de exteriores estejam sendo filmadas no Paquistão, onde ocorreu o assassinato de Pearl, o resto do filme será rodado na área metropolitana de Pune, a sudeste de Mumbai.Jolie interpretará Mariane, a viúva do jornalista, no filme que será produzido pela companhia de Brad Pitt, Plan B, com sede em Los Angeles.O filme, dirigido pelo britânico Michael Winterbottom, se baseia no livro que Mariane escreveu sobre seu marido. Ainda não se sabe quando o longa entrará em cartaz.Pearl trabalhava para o jornal "The Wall Street Journal" quando foi seqüestrado e degolado em Karachi, em 2002, enquanto fazia um trabalho de investigação após os atentados de 2001 nos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.