Angelina Jolie e Jack Black buscam 'paz interior' em 'Kung Fu Panda 2'

A atriz Angelina Jolie disse que o filme de animação em 3D "Kung Fu Panda 2" fala sobre encontrar a "paz interior", enquanto seu colega de elenco Jack Black questionou se todas as formas de vida passam por "momentos fugazes de 'existencialismo'".

MIKE COLLETT-WHITE, REUTERS

12 de maio de 2011 | 13h08

Numa coletiva de imprensa com momentos surreais feita nesta quinta-feira para promover o filme no Festival de Cinema de Cannes, os tópicos discutidos variaram desde a violência no cinema até a China e a adoção, embora Jack Black não tenha deixado o tom ficar sério demais.

"Minha paz interior está em pedaços neste momento", disse ele, brincando, a uma multidão de repórteres em um salão de baile elegante.

"Kung Fu Panda 2" é a sequência do original bem-sucedido de 2008, que rendeu 632 milhões de dólares nas bilheterias internacionais, e Black disse que haverá outras sequências se os filmes continuarem a fazer sucesso comercial.

Em "Kung Fu Panda 2", o herói, o panda gorduchinho Po (dublado por Jack Black), precisa encontrar sua paz interior para conseguir derrotar seu arqui-inimigo, Lord Shen, um pavão malévolo dublado por Gary Oldman que quer conquistar a China com uma arma "invencível" e destruir o kung fu de uma vez por todas.

E Po descobre que é adotado -- fato que não surpreende muito os espectadores, considerando que seu "pai" é um ganso.

A premiada com o Oscar Angelina Jolie faz a voz da Tigresa, e Dustin Hoffman faz a voz do Mestre Shifu, o mentor de Po na história, ambientada na China antiga, com panos de fundo de florestas verdejantes, templos grandiosos e cidades movimentadas.

Embora o filme não faça parte da competição principal em Cannes, o festival aprecia blockbusters como esse porque atraem estrelas de primeira grandeza, como Jolie, e geram o tipo de burburinho entre mídia e fãs que anima o evento anual.

Angelina Jolie está na França com sua família, e seu marido, Brad Pitt, é aguardado no tapete vermelho no festival devido a sua participação em "A Árvore da Vida", de Terrence Malick, que está na competição principal.

A atriz disse que o fato de Po descobrir que é adotado levou os três filhos adotados dela a se sentirem mais próximos do personagem. Jolie também tem três filhos biológicos.

Indagado sobre a violência no filme, Jack Black respondeu: "O filme desencoraja o uso de armas. Eu não gosto de armas de fogo. Não tenho nenhuma. Gosto de armas a laser. Para mim, armas terminam nisso".

Tudo o que sabemos sobre:
FILMECANNESKUNGFUJOLIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.