Celso Pereira/Divulgação
Celso Pereira/Divulgação

Ana Paula Arósio é lésbica amargurada em 'Como Esquecer'

Atriz interpreta professora universitária Júlia, cuja separação causa uma grande ruptura em sua vida

Reuters

14 de outubro de 2010 | 15h19

A dor da perda da pessoa amada está ao centro de Como Esquecer, um drama de Malu de Martino (Mulheres do Brasil). Como protagonista, está Ana Paula Arósio, interpretando a professora universitária Júlia, cuja separação da ex-companheira Antonia causa uma grande ruptura em sua vida.

Veja também:

forum

Em seu segundo trabalho na direção de longas, Malu de Martino mostra um amadurecimento, após a estreia no problemático Mulheres do Brasil (2006). O roteiro de Como Esquecer é baseado em livro de Myriam Campello e assinado por diversos colaboradores, entre eles, a atriz Silvia Lourenço. Muitos chefs trabalhando num prato tão trivial não é um bom sinal. E isso fica claro com uma narrativa irregular e diálogos e personagens desnecessários.

Discussões literárias - que vão de Virginia Woolf a Cassandra Rios - abordam uma suposta 'literatura gay', como se o mérito dessas escritoras se limitasse à criação de personagens homossexuais. É um pequeno problema em Como Esquecer e um grande indício de que o filme parece não ter muita propriedade do quer falar, ou como falar, mantendo-se, assim, na superfície dos seus temas.

Talvez seja proposital que a diretora trabalhe os personagens em forma de clichês - a lésbica mal-humorada, o gay cheio de trejeitos - mas isso, no fundo, pesa contra o filme, por contentar-se em torná-los tão unidimensionais. Apenas Ana Paula parece capaz de superar essa limitação, fazendo uma Júlia que parece uma pessoa de verdade. (Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.