AP
AP

Amber Heard pede divórcio de Johnny Depp e o acusa de violência doméstica

Atriz solicitou ainda uma ordem de restrição temporária em razão de supostas ameaças

EFE

27 de maio de 2016 | 16h08

Atriz Amber Heard entrou com pedido de divórcio de seu marido, Johnny Depp, e o acusou de casos repetidos de violência doméstica.

Segundo o site TMZ, especializado em informações sobre artistas, Heard apareceu nesta sexta, 27, perante um juiz com uma contusão no rosto, produto, garante ela, de abuso físico feito por Depp.

Heard, que contou com a presença de sua advogada, Samantha Spects, afirmou ter sido vítima de ataques de forma repetida durante os 15 meses de seu casamento e mostrou várias fotografias que confirmam seu testemunho.

A atriz solicitou ainda uma ordem de restrição temporária em razão de supostas ameaças. Depp e Heard se casaram em fevereiro de 2015. 

Heard alegou "diferenças irreconciliáveis" no pedido de separação, feito domingo, 22, exatamente dois dias depois da morte da mãe de Johnny Depp, Betty Sue Palmer.

O ator segue sua vida normalmente, fazendo shows com seu grupo Hollywood Vampires e aparecendo em evento para promover seu novo filme Alice Através do Espelho

Depp, de 52 anos, e Heard, de 30, se conheceram durante as filmagens do longa Diário de um Jornalista Bêbado, em 2011. 

O protagonista da saga Piratas do Caribe manteve, anteriormente, relacionamento, durante 13 anos, com a cantora e modelo francesa Vanessa Paradis, com quem teve dois filhos. 

Também se relacionou com a modelo Kate Moss e com a atriz Winona Ryder, na década de 1990. Ele também foi casado com a maquiadora Lori Anne Allison. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.