"Amarelo Manga" é o grande vencedor do Festival de Brasília

O 35.º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro divulgou na noite desta terça-feira a lista dos premiados desta edição, que teve como grande vencedor Amarelo Manga, de Cláudio Assis. O longa-metragem ganhou o prêmio dos jurados e do público e já havia conquistado a platéia, despontando como o favorito do festival. Público e jurados coincidiram também ao eleger No Bar como o melhor filme de curta-metragem."Amarelo Manga monta um painel complexo do ambiente sórdido do Recife pobre, onde convivem uma garçonete de botequim (Leona Cavalli), um açougueiro (Chico Diaz) e sua mulher crente (Dira Paes), um necrófilo (Jonas Bloch) e um cozinheiro homossexual (Matheus Nachtergaele), entre outros personagens igualmente marcantes", escreveu o crítico do Estado Luiz Zanin Oricchio após a exibição do filme no festival. Para Zanin, "o filme mantém um fio ficcional que se abre para partes documentais, nas quais se vêem os rostos pobres da população periférica do Recife, as cores e a própria cidade, que se transforma em personagem. Tudo pulsa, tudo ama e tudo dói como se a câmara se aproximasse da carne da cidade, de uma ferida aberta. O filme não é sobre a crise brasileira; o filme é a crise".Confira a lista dos premiados:Filme - Amarelo Manga, de Cláudio Assis Diretor - José Joffily, Dois Perdidos Numa Noite Suja Ator - Chico Dias, Amarelo Manga Atriz - Débora Falabella, Dois Perdidos Numa Noite Suja Roteiro - Paulo Halm, Dois Perdidos Numa Noite Suja Fotografia - Walter Carvalho, Amarelo Manga Trilha - John Nesfchling, Desmundo Montagem - Paulo Sacramento, Amarelo Manga Curta - No Bar Atriz de curta - Patsy Cecapo Ator de curta - Pedro Pulo Rangel A comissão julgadora foi composta pelo escritor Marçal Aquino, autor do roteiro de O Invasor; os cineastas Sandra Werneck, de Amores Possíveis, Tânia Lamarca, de Tainá, Vladimir Carvalho, de Barra 68, Octávio Bezerra, de Parem as Queimadas, Jorge Alfredo, vencedor no ano passado com o documentário Samba Riachão, e o crítico da Folha Inácio Araújo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.