Alguns dos melhores documentários

De Londres, João Moreira Salles, umdos homenageados pela mostra do CCBB, responde a três perguntasda Agência Estado e lista alguns dos melhores documentáriosbrasileiros de todos os tempos. Opção pelo documentário - "Comecei a fazer documentáriopor acaso. Havia acabado de me formar na faculdade e o Waltinhome pediu para ajudá-lo a organizar imagens que havia trazido doJapão. Como não tinha o que fazer, aceitei. Acabei fazendo oroteiro e escrevendo o texto. No ano seguinte, dirigi uma sériede cinco programas sobre a China. Gosto de documentário. Achointeressante a idéia do plano único, sem direito ao refazer. Nomínimo, é menos trabalhoso do que ficção. Não existe take 2,quem dirá take 25. Nesse aspecto, o documentarista é bastanteparecido com o fotógrafo de rua (penso na tradição deCartier-Bresson, Kertetz, Evans). Ambos gostam da surpresa.Ambos precisam do acaso." Documentário sobre Lula - "O filme do Lula ainda nãotem título. Deve ficar pronto no fim deste ano. Será umdocumentário para cinema, em duas partes. A minha, dedicada aregistrar os 40 dias que levaram Lula à Presidência daRepública; e a do Eduardo (Coutinho), mostrará suas conversascom metalúrgicos que participaram das grandes greves de 79 e 80.Se minha parte tem alguma virtude, ela reside no acesso quetive. Pude filmar tudo, sem restrições. Quanto ao Eduardo, seufilme será mais um exemplo maravilhoso de como escutar aspessoas." Produção dos filmes de Coutinho - "Fomos os produtoresdos dois últimos filmes do Eduardo Coutinho (Babilônia 2000e Edifício Master). Espero poder produzir os próximos. Énatural que uma produtora queira produzir o Eduardo. Acreditosinceramente que o seu cinema é uma das coisas mais bonitas queo Brasil inventou nos últimos anos. Falo do Eduardo pós-SantoForte. A produção anterior dele já está na história e tudo jáfoi dito sobre ela. Grandes momentos do documentário - "Nem de longe estessão os dez melhores documentários brasileiros. Não acredito quefilmes devam entrar em competição. Além do mais, não tenhocompetência para fazer lista dessa natureza porque desconheçoboa parte dos filmes não-ficcionais brasileiros. Não assisti aHumberto Mauro, por exemplo. Nem aos filmes mais antigos doVladimir Carvalho (que me dizem soberbos). Esta lista contémapenas os filmes que gosto de assistir: Ao Redor do Brasil(Major Reis), O Poeta do Castelo (Joaquim Pedro),Viramundo (Geraldo Sarno), Opinião Pública (ArnaldoJabor), Teodorico (Eduardo Coutinho), Retrato de Classe(Gregório Bacik), Cabra Marcado para Morrer (EduardoCoutinho), Os Anos JK (Silvio Tendler), Socorro Nobre(Walter Salles), vários trabalhos ´menores´ do OlharEletrônico, com Ernesto Varela (na fronteira entre areportagem e o documentário), Edifício Master (EduardoCoutinho), Ônibus 174 (José Padilha e Felipe Lacerda). Efinalmente: Canal 100 - as melhores imagens documentais defutebol em qualquer tempo, em qualquer lugar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.