Netflix
Netflix

'Alerta Vermelho' mistura comédia e ação com três atores invejáveis

Ao ‘Estadão’, Gal Gadot e Ryan Reynolds falam sobre como foi atuar no filme da Netflix, ao lado de Dwayne Johnson

Matheus Mans, Especial para o Estadão

13 de novembro de 2021 | 05h00

Quando a Netflix lançou Beasts of no Nation, primeiro filme original e exclusivo do serviço, ninguém sabia como a plataforma de streaming se sairia nesse universo que lhe era estranho. Até então, era apenas uma empresa de tecnologia se arriscando primeiro em algumas séries. No entanto, de 2015 para cá, muita coisa mudou: a Netflix entrou de cabeça no setor, produziu filmes marcantes e agora lança títulos como Alerta Vermelho, que teve estreia limitada nos cinemas na última semana e passou a ser exclusivo da plataforma na sexta.

Dirigido e roteirizado por Rawson Marshall Thurber, responsável por Arranha-céu: Coragem Sem Limite, o novo longa reúne três nomes que, sozinhos, já poderiam garantir uma boa bilheteria nos cinemas: Dwayne “The Rock” Johnson, Gal Gadot e Ryan Reynolds. Aqui, eles interpretam personagens que estão envolvidos na busca por três ovos de ouro com pedras preciosas que foram de Cleópatra. 

A trama é a de um típico filme de assalto, com uma pegada de Indiana Jones e 007, mas que não perde o humor persistente, principalmente envolvendo Ryan Reynolds, e a assinatura de grande produção. Por exemplo, há sequências rodadas em Roma, na Sardenha e em Paris – além de reproduzir o Egito e a Rússia. É um esforço crescente da Netflix em ampliar a força no cinema de ação, como visto em Resgate e Army of the Dead. Dá para ver, ali na tela, os US$ 200 milhões investidos pela empresa na produção. É o maior valor que o streaming já gastou em um filme, superando os US$ 160 milhões de O Irlandês.

Este é o segundo trabalho de Reynolds com a Netflix. Conhecido por seu papel na franquia Deadpool. Anteriormente, ele esteve em outro filme igualmente explosivo do streaming: Esquadrão 6, de Michael Bay. “É um novo mundo”, afirma o astro em entrevista ao Estadão, feita por vídeo. “Há um vasto espaço tanto para lançamentos de cinema quanto para streaming. Temos de fazer algo bom, que a audiência realmente aproveite, seja no cinema ou streaming.”

Outro ponto que chama a atenção no filme, além da grandiosidade de elenco e produção, são os próprios personagens. Gadot, conhecida por seu papel como a Mulher-Maravilha no universo cinematográfico da DC, faz sua primeira vilã. Aqui, ela interpreta uma reconhecida ladra de obras de arte que passa a perna nos outros personagens. Há uma malícia inédita em sua interpretação, tirando a atriz israelense de seu conforto. “Foi muito divertido interpretar uma personagem que é mais durona, mais vilanesca”, comenta Gal Gadot, em entrevista feita por videoconferência ao Estadão. “E, você sabe, sou esse tipo de mulher femme fatale que também é inteligente e está sempre alguns passo à frente dos meninos. Foi realmente muito divertido.”

Já Ryan Reynolds e Dwayne Johnson apostam na segurança do lugar-comum. The Rock faz um investigador que precisa encontrar os tais ovos de ouro de Cleópatra para limpar seu nome – a Interpol acha que ele armou para cima de outros investigadores e tomou para si a raridade egípcia. É o típico personagem durão. E Reynolds volta ao papel de anti-herói que o consagrou em Deadpool. Em Alerta Vermelho, afinal, ele interpreta um ladrão de obras de arte que, também para se safar da prisão, decide trabalhar ao lado do personagem de Johnson.

“Acho que nós não tivemos a oportunidade de explorar histórias feitas pela perspectiva das mulheres tanto quanto exploramos histórias para homens. E agora nós estamos fazendo isso”, acrescenta Gal Gadot.

‘Zerando a Vida’ (2016)

Primeira aposta no gênero, juntando comédia e besteirol. Com Adam Sandler

‘Wheelman’ (2017)

Thriller de ação empolgante sobre motorista em fuga. Com Frank Grillo

‘Esquadrão 6’ (2019)

Nada melhor do que Michael Bay e Ryan Reynolds em um filme repleto de explosões 

‘Resgate’ (2020)

Aposta ousada da Netflix no gênero, o filme se tornou grande sucesso com Chris Hemsworth

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.