Phil McCarten|Reuters
Phil McCarten|Reuters

Alejandro Iñarritu ganha prêmio de sindicato por 'O Regresso'

Vencedores dos anos anteriores também arrebataram o Oscar

Reuters, O Estado de S.Paulo

07 de fevereiro de 2016 | 16h47

LOS ANGELES - Os cineastas de Hollywood elegeram Alejandro Iñarritu o melhor diretor de cinema de 2015 pelo seu desempenho com O Regresso, em uma cerimônia de gala neste sábado, ajudando a voltar as atenções na disputa pelo Oscar.

O Sindicato dos Diretores dos Estados Unidos (DGA, na sigla em inglês), que representa os diretores de cinema e televisão, também escolheu Matthew Heineman como o melhor documentarista, por Cartel Land.

Os vencedores do prêmio do sindicato de melhor filme nos anos passados frequentemente também arrebataram o Oscar de direção e viram seus filmes ganharem o título da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Foi a segunda vitória consecutiva de Iñarritu no DGA, depois de levar para casa o prêmio do ano passado por Birdman, pelo qual ele também ganhou o Oscar de melhor diretor. Esse filme também levou o Oscar de melhor filme para casa.

Até agora neste ano os prêmios da indústria dos representantes de atores, produtores e diretores têm sido distribuídos para filmes diferentes, com os atores escolhendo Spotlight, e os produtores homenageando A Grande Aposta.

No que depender do DGA, os observadores do Oscar verão uma disputa neste ano entre o drama sombrio de Iñárritu, estrelado pelo favorito ao Oscar Leonardo DiCaprio, a história jornalística de Spotlight, de Tom McCarthy, e narrativa de uma farsa financeira de A Grande Aposta.

Os prêmios do Oscar serão entregues em Hollywood em 28 de fevereiro, em uma cerimônia transmitida pela televisão, cheia de estrelas e assistida ao redor do mundo, um dos programas de TV mais vistos dos Estados Unidos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.