Alckmin anuncia R$ 5,7 milhões para o cinema paulista

O governador Geraldo Alckmin anunciou ontem à tarde, no Palácio dos Bandeirantes, a destinação de R$ 5,7 milhões para estímulo ao cinema paulista. Acompanhado dos cineastas Hector Babenco (Carandiru), André Sturm (Sonhos Tropicais), Alain Fresnot (Desmundo), Francisco César Filho (Rota ABC) e Assumpção Hernandez (presidente do Congresso Brasileiro de Cinema), Alckmin também anunciou a instalação do Conselho Estadual de Cinema, que tem 12 integrantes."O cinema brasileiro multiplicou por quatro seu público nos últimos anos, levou 25 milhões aos cinemas, e é uma indústria extremamente importante na geração de empregos", ponderou o governador. Segundo ele, os recursos serão incentivados pela Lei do Audiovisual e virão das estatais do governo, além do Santander Banespa. O valor é R$ 1 milhão a mais do que o governo destinou no ano passado à área. "Sabemos que o valor ainda é insuficiente e é por isso que deixamos os curtas-metragens e os documentários fora dessa primeira fase", afirmou. Segundo Paulo Boccato, da Associação Brasileira de Documentaristas, o governo do Estado acertou a liberação de R$ 600 mil para um prêmio de curtas no início de 2004. E, logo a seguir, um prêmio de R$ 480 mil para documentários.

Agencia Estado,

18 de novembro de 2003 | 09h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.