Agentes investigam origem de remédios que mataram Ledger

Escritório legista de Nova York afirmou que morte do ator foi por causa de intoxicação por abuso de remédios

Efe,

08 Fevereiro 2029 | 17h05

Agentes federais começaram a investigar a procedência dos remédios que causaram a morte, em 22 de janeiro, do ator australiano Heath Ledger, informou nesta sexta-feira, 29, a rede de televisão CNN.   Fontes da investigação do caso de Ledger informaram à CNN que os agentes federais estão tentando determinar se os remédios ingeridos pelo ator, de 28 anos, foram prescritos de forma legal. As mesmas fontes apontaram que os agentes estão centrados em dois médicos, um da Califórnia e outro do Texas.   Após a morte do ator em seu apartamento em Nova York, o escritório legista da cidade afirmou que sua morte se deu por causa de uma intoxicação por abuso de remédios receitados. O escritório legista concluiu que a morte foi acidental.   Os remédios encontrados no corpo de Ledger são prescritos habitualmente para combater a dor e ansiedade e induzir o sono.

Mais conteúdo sobre:
Heath Ledger

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.